Enfim, meu ultimato sairá dia 30 de outubro de 2017

Faz 3 semanas que estou indo a um CAPS aqui em Guadalupe, (Rio de Janeiro- RJ, Brasil) e dia 18, quarta-feira, marcaram uma última avaliação com um outro profissional (talvez um psiquiatra, não sei bem) e essa avaliação vai basicamente decidir meu destino. Se vou continuar no CAPS, se vou ter que fazer terapia, quais remédios vou tomar, que tipo de terapia, se vou para o ambulatório, etc. 

Resultado de imagem para amigas se abraçando gifConheci uma garota nesse dia, incrível como as pessoas podem ser tão parecidas mesmo tendo uma origem do problema bem diferente. Eu espero que sejamos amigas e que ela melhore logo, a mãe dela deu o número de telefone e vamos juntas para o ultimato dia 30, na segunda(a primeira consulta dela e já marcaram a última avaliação. Não sei porque eu demorei 3 semanas e ela só um dia.. será que ela está pior que eu? Bem, não posso medir minha dor com a dela, então depois se eu tiver a chance de conhecê-la mais eu falo pra vocês).

Não sei o que esperar da última avaliação, mas ao mesmo tempo que não quero mais esse tipo de tratamento, não quero abandoná-lo. Não quero sair do CAPS de Guadalupe porque me sinto acolhida lá como nunca senti e é uma sensação que eu não quero perder.

Bem, eu volto dia 30 e falo com vocês o que foi resolvido do meu tratamento.

Desculpem os posts estarem com um espaço maior de tempo entre as postagens, espero que entendam.

Beijinhos

Anúncios

Carta para os leitores do blog/ “Lâminas” minha fonte de alívio

Eu gostaria de não ter chegado a esse ponto, gostaria de nunca estar escrevendo um post desse, mas não posso esconder quem eu sou e como me sinto. Não me vejam como uma fraca, por favor..Eu estou tentando não me automutilar e não por mim, mas por três pessoas que mais amo no mundo. 

O que eu via e não sabia de nada, o que pra mim era tão distante da minha realidade, tudo isso se tornou minha vida, meu presente. E eu sinto muito por isso..

Resultado de imagem para cutting gif

Não vou contar os detalhes de como foi minha iniciação com as lâminas, mas vou dizer que fui encaminhada para um CAPS (Centro de Atenção Psicossocial)* quarta passada, dia 04.10.2017. Amanhã, dia 11, será minha primeira consulta de fato, já que semana passada foi uma entrevista comigo para ver se eu estava “apta” para o CAPS e olha..

EU PASSEI !!! 😀 \0/   rsrs

Sinceramente, eu amei aquele lugar e todos que me atenderam e disse pra minha mãe e pra minha tia que por mim eu iria TODOS OS DIAS!(Sim, é bom assim) Mas hoje eu estou tão mal que estou pensando em uma maneira de fugir da consulta amanhã.. Eu só quero ficar sozinha com meus pensamentos e um pouco longe da lâmina..

Resultado de imagem para menina e folhas gifNão sinto necessidade de me cortar, porque isso já virou uma NECESSIDADE de fato. Um vício que alivia. Mas estou tentando não me machucar, não descontar tudo em mim. Não vejo uma cura no meu futuro, talvez algum CONTROLE e somente controle. Torço para que vocês fiquem livres das lâminas e espero que torçam por mim também..

Com toda minha sinceridade,

Gabriele.

 

 

 

 

*CAPS são instituições destinadas a acolher pacientes com transtornos mentais, estimular sua integração social e familiar e apoiá-los em suas iniciativas de busca da autonomia, oferecendo-lhes atendimento médico e psicossocial)

“Sinto que estou regressando a cada dia”

Na verdade, tenho me perguntado isso. Faz quase 2 anos que estou em tratamento contínuo com remédios e mais ou menos uns três meses pra cá tudo está “voltando”. A minha ansiedade (TAG) nunca mais me deixou em paz e sempre oscila nos níveis 8 e 10. Já minha depressão está oscilando entre os níveis 6 e 9 (há um motivo porque nunca disse que está no nível 10, porque, se ainda estou viva e sem tentativas de suícidio por esses meses, não estou definitivamente no nível 10). E agora, a Anorexia e a Bulimia estão me perturbando mais uma vez e não me rendi a nenhuma delas, mas às vezes penso muito na minha vida como anoréxica e bulímica, então esses pensamentos se juntam com a depressão e o TAG e então penso que elas são a última chave para me destruir. E por que eu iria querer isso? Pergunte a minha mente.

Resultado de imagem para automutilação

Eu sinto muito por não ser um modelo a quem vocês possam se espelhar, mas eu também (e ainda) sofro com os bombardeios da Ana e Mia e isso está ficando cada vez mais forte. Talvez eu tenha dado ouvido a elas algumas vezes e me machucado com palavras e isso me fez regressar na minha “melhora” que não acredito que seja possível. E talvez eu nem queira melhorar de fato, estou na minha zona de ”conforto” e muitos sabem como é difícil sair dela.

Sinto que estou regressando a cada dia..
E me machucar – não só com palavras -, está se tornando minha única saída. Meu único alívio, mesmo que momentâneo.
Talvez eu realmente esteja regressando,
                                 ou apenas estou buscando novas fontes de alívio.

Imagem relacionada

 

Vídeo

5 sinais de comportamento suicida

22 de setembro -Dia internacional de prevenção ao suicídio

Resultado de imagem para setembro Amarelo

 

 

Distúrbios alimentares- Qual a causa?

 

Imagem relacionada

 

Anorexia Nervosa,

Bulimia,

Vigorexia,

Hipergafia,

Ortorexia…

 

Tudo se encaixa em

distúrbios alimentares

Seja pela obsessão a magreza, ao reconforto interior, a músculos cada vez maiores.. todos são ligados diretamente ao emocional da pessoa. Culto excessivo ao corpo, maus hábitos alimentares, distorção da imagem corporal, autoestima baixa, sentimento de culpa, questões hormonais e distúrbios emocionais são os grandes geradores de um distúrbio alimentar (se não dizer de todos os distúrbios psicológicos). 

E assim como um vírus, todos estamos sujeitos a isso. A n motivos (além dos principais geradores-padrão) para qual uma pessoa é levada a adoecer psicologicamente. Vários são os depoimentos de pessoas que passam ou passaram por algum transtorno alimentar e em cada um deles se encontra um novo motivo, um ‘fruto’ gerador da doença. Infelizmente, não acredito que haja uma espécie de proteção contra eles. Todos estão sujeitos a isso porque todos pensam, vivem e agem da maneira de sua própria sociedade. Somos refletores daquilo que nos é ensinado, que nos é passado não só pelos nossos pais, mas pela sociedade em si e todos seus veículos de comunicação.

Muitos colocam a culpa na ‘mídia’ por ter entrado no Labirinto dos Distúrbios Alimentares, outros o colocam em pessoas próximas de si – ou longe – . Mas pensando bem, todos temos culpa. Sim, eu estou culpando você e à mim por alguma Aline de 19 anos ser anoréxica ou por um Juliano de 39 anos ser um ortoréxico. Porque todos nós fazemos parte de uma sociedade onde o corpo é cultuado e colocado como o mais importante que você tem que ter. Não importa seus conceitos, seus sentimentos, ninguém contrata um modelo por sua personalidade. Todos passam pela avaliação do seu próprio corpo, tendo sorte de ter as medidas exatas – e extremamentes malucas – que é pedido pelas agências de modelo e pelo PÚBLICO que é a sociedade, você será vulnerado como “belo” ou, na verdade, seu corpo (que no geral, é a única coisa que importa em você pra eles. Você é um objeto e será tratado assim mesmo antes de iniciar sua carreira como modelo ou como qualquer outro profissional) .

Numa sociedade onde você é contratado para ser secretária por sua beleza, onde sua cintura importa mais que seu coração, todos estamos sujeitos a enlouquecer. E isso se reflete nos transtornos mentais.

Não se envergonhe de sua doença e não sinta que falhou com seu filho porque ele está submerso no mundo da ortorexia.

Todos temos culpa.

Mas felizmente há um tratamento,

                                                        uma cura.

Resultado de imagem para sorriso tumblr

4 Estratégias para ignorar os maus pensamentos/sentimentos da TAG (ansiedade)

O que fazer quando a Ansiedade tenta dominar você?

 

Estratégia n° 1:

Primeiramente, NUNCA, NUNCA PARE DE FAZER O QUE ESTÁ FAZENDO. Use a técnica de ignorar aquela pessoa chata, mas agora com os seus sentimentos ansiosos.

Resultado de imagem para lendo

 

Estratégia n° 2:

Se não estiver fazendo nada e a você sentir a Ansiedade vindo, FAÇA ALGUMA COISA.

É SÉRIO. QUALQUER COISA! Vá correr, ver um filme, visitar um amigo… Mesmo que você não queira, faça!

   Resultado de imagem para ouvindo música  Imagem relacionada Resultado de imagem para dançando

 

Estratégia n° 3:

Jogue sozinho ou de preferencia, com um amigo ou alguém muito próximo de você. Sim, estou falando de qualquer jogo!

Derrame sua ansiedade nos games 😉

Resultado de imagem para jogando  Imagem relacionada  Resultado de imagem para jogando dominó

 

Estratégia n° 4:

CANTE A PLENOS PULMÕES! Experimente cantar um rock pesado 😉

         Resultado de imagem para cantandoResultado de imagem para cantando rock metallica

Vocês são demais !!!

Resultado de imagem para beijo na tela

É, eu estou aqui \0/ (risos)

Pensei que depois de tanto tempo sem posts novos, vocês iriam me abandonar. Pensei que os números das estatísticas iriam cair quase 100%, mas NÃO! Nunca tive estatísticas tão altas! Nunca tive esse número gigante de pessoas visitando o blog e eu só tenho que agradecer! Quem faz o blog Liberta da Ana e Mia são vocês (lembrem sempre disso).

Quero mais uma vez perdir desculpas pela falta de posts aqui, eu não venho me sentindo muito BEM para trabalhar no blog. E além de vocês, tenho pessoas perto para ajudar e cuidar também (além de ter uma vida fora da Web – risos – ). Não estou estudando exatamente porque não consegui ,mais uma vez, este ano, ficar perto de tantas pessoas e ficar de 7h até 15h sem surtar na escola.

Então aqui estou, 2 anos sem estudar por causa da Dep (chamo a depressão assim agora) e também por causa das  crises de pânico. Espero terminar logo os meus estudos, cara, só falta o último ano do ensino médio..É SÉRIO.

Não estou trabalhando, pelas mesmas razões. Basicamente, só estou em casa jogando The Sims 3, indo a academia, namorando e chorando todas as noites. Isso está cada vez mais frequente…

“Eu posso não vê-la, mas posso senti-la. E ela está perto.” -As faces de Helen

Estou exatamente como a protagonista, todos os dias chorando e sendo aprisionada pela atmosfera negra da Dep. Olha, eu estou tentando. Eu acho que estou.. não quero ser falsa com vocês, nunca.

Não sou uma blogueirinha que está sempre feliz e satisfeita com a sua vida, que está cercada de amor dos amigos e da família e que contempla a vida Aaaaah como a vida é bela..Imagem relacionada

NÃO.

Eu sou real, uma pessoa como você. E eu não estou bem.

Hora de falarmos da tão temida “Compulsão alimentar” Você sabe o que é?

Atire a primeira pedra quem nunca teve uma compulsão alimentar..

Resultado de imagem para compulsao alimentarResultado de imagem para compulsao alimentarResultado de imagem para compulsao alimentar

Se você é anoréxica ou bulímica certamente você já teve uma compulsão!

Seja por tanto tempo sem comer ou pela ansiedade que nos faz comer.

Mas ainda tem muitas pessoas que não sabem o que é compulsão alimentar, então vamos falar um pouco sobre essa temível pelas Anas e Mias:

 

               O que é?

Resultado de imagem para interrogação animada pngSinônimos: comer em excesso, comer compulsivamente.

Compulsão alimentar é uma doença mental  -sim, é reconhecida como uma doença- em que a pessoa sente a necessidade de comer, mesmo quando não está com fome, e que não deixa de se alimentar apesar de já estar satisfeita. Pessoas com compulsão alimentar comem grandes quantidades de alimentos em pouco tempo. Durante o episódio de compulsão a pessoa sente perda de controle.

 

   Muitas e muitas pessoas que sofrem com outros problemas mentais -como anorexia e bulimia- têm compulsão alimentar.

Existem alguns problemas que podem favorecer essa compulsão. Esses são:

  • Dieta realizada de forma errada: após dietas muito rígidas há o risco da pessoa desenvolver a compulsão alimentar. Muitos especialistas afirmam que estas dietas deixam as pessoas deprimidas e privadas de diversos alimentos e que isso aumenta o desejo por comidas que elas não poderiam comer. Além disso, as dietas muito rígidas levam ao impulso por comer, sentimento de desânimo e incapacidade de parar de comer quando saciado
  • Comer por conforto emocional:  pessoas que comem de forma compulsiva normalmente tem asmudanças emocionais como gatilho

Continuar lendo

Minha história com Ana e Mia

(…) No auge da minha loucura, me olhava no espelho e me via com 180kg ! Não conseguia ver a imagem de mim mesma, como eu estava na realidade. Meus olhos viam o que não era real; meu corpo e meu rosto eram de uma pessoa com obesidade mórbita! (…)

(…) Eu realmente não aguento mais passar noites chorando e dias se apartando de comida. Indo e vindo de clínicas psiquiátricas e consultas com psicólogo. Eu realmente cansei de tentar me matar dessa forma (…)

 

LEIA MAIS SOBRE MINHA HISTÓRIA AQUI

A imagem pode conter: 1 pessoa, selfie e close-up

Criadora do Blog Liberta da Ana e Mia, Gabriele Meireles

PESSOAS COM DISTÚRBIOS ALIMENTARES NÃO QUEREM SOMENTE SEREM MAGRAS PORQUE ACHAM QUE É O CORPO PERFEITO, MAS PORQUE BUSCAM SEREM ACEITAS.

Resultado de imagem para gif borboleta

Muitas vezes, durante hoje especificamente, eu briguei comigo mesma por não ter dado um passo para minha libertação. Por não ter colocado pra fora o que sinto. Por não ter cuidado das pessoas que eu prometi cuidar.

Por não estar feliz e satisfeita comigo mesma.

Por não sorrir.

Hoje deveria ser um dia em que eu ergueria a minha cabeça e seria feliz. Iria escrever maravilhosos posts para o Blog, iria trabalhar na loja online da minha amiga (na qual, a ajudo em algumas coisas), iria namorar e comemorar meu segundo mês de namoro com o L*. Mas não foi exatamente assim.. eu destruí meu dia, o dia do meu namorado e o pior, destrui mais uma vez a mim mesma.

Eu sinto muito por isso, mas a verdade é que eu ainda não tomei um choque de realidade ou não encontrei minha força interior para me movar daqui pra lá. Eu ainda não consigo dar um passo, mesmo que eu diga a mim mesma “Você precisa sair disso”.

Que prisão é essa que nem ânimo pra sair da minha cama eu tenho?

Eu não quero me odiar. Eu queria ser livre e ser daquelas pessoas que todos admiram, mas olha… não sou. Não tive sorte nisso e acho que nunca vou ter. O caso é que a dor e a vontade de chorar estão aqui. Apenas eu não estou me permitindo senti-la…

Menos postagens? Como assim?

Resultado de imagem para susto

Oi meu amores !

Eu sinto que deveria ter dado uma explicação a algum tempo, mas não fiz porque estou muito mal. Estou muito muito desanimada com o blog, comigo mesma, com minha vida! Tudo parece sem graça, sem cores… eu sei que meus posts tem ajudado muitas pessoas e eu me sinto no dever de não fechar o blog ou não abandoná-lo. 

Além do desânimo, tenho vivido alguns dias como se nada fosse real. Como se minha alma não estivesse aqui, somente meu corpo. Sinto que estou carregando uma carcaça apenas, olho para tudo em minha volta e tudo parece um sonho. Talvez eu esteja louca ou apenas seja o efeito colaterais dos remédios que tomo, mas mesmo muito antes de não tomar nenhum remédio psiquiátrico já me sentia assim (não todos os dias, mas já fiquei com esse sentimento de irrealidade por uma semana ) e depois de algum tempo essa sensação voltou.

Não deve ser nada demais, ainda vou pensar se falo ou não com meu psiquiatra sobre isso. Não quero ‘admitir’ que sofro com desrealização ou despersonalização. Talvez eu só esteja ficando tempo demais olhando pra tela do computador.

.

  Vou me esforçar mais para fazer postagens legais pra vocês, mas por hora, não estou com ânimo algum para trabalhar no blog.

Me desculpem. 

Até logo (espero),

Gabriele Meireles.

Pequeno recado para pais e filhos com transtorno psicológico

Necessitamos que alguém real ouça nossos choros, nem que pra isso, tenhamos que ouvir coisas ruins de pessoas próximas . Elas não entendem, não as culpe. Mas podem tentar sim entender para nos ajudar. Ou não nos amam o suficiente para tentar entender?

Fale, escreva, grite. Você precisa disso!

E conte comigo,

 

Gabriele Meireles.

O que te define?

Esse foi o principal tema de uma palestra dada por  Lizzie Veslasquez    a alguns anos ,e eu, revendo essa palestra para que a Lizzie faça a sua mágica e me ajude a levantar meu alto astral ou seja lá o que eu estou procurando,.. (estou completamente perdida). Vendo todos os problemas que ela passou em toda a sua vida e comparando com os meus (não façam isso, não se compare a outras pessoas, só o fiz para ter o que escrever a este post e passar pra vocês alguma ideia) ,percebi que todos nós buscamos ser aceitos por um grupo social, procuramos ser bem recebidos, procuramos ser uma pessoa com quase 0% de problemas.

E não é errado isso, mas pense em quantas vezes você já reclamou da sua vida simplesmente porque sua mãe te mandou lavar a louça. Ou quando seu chefe te obrigou a fazer um trabalho gigantesco e que não era seu, enquanto o fulano estava fingindo estar doente em casa curtindo sua NetFlix. Ou quando você acordou numa segunda e as primeiras palavras que sairam da sua boca foram “que droga! Mais um dia...” como se viver fosse um castigo.

Eu só quero ressaltar que, se houvesse uma maneira certa de comparar a sua vida com a do outro, a balança ficaria no nível 0 . Porque, todos nós temos os nossos problemas e os tratamos de maneiras diferentes mesmo que esses problemas sejam iguais. Não quero que comparem seus problemas, suas dificuldades com todos os problemas e dificuldades da vida da Lizzie. Mas que pela vida dela, você comece a cultivar algo que te fará tentar todos os dias ser uma pessoa muito melhor.

Antes, eu achava que.. não, eu pensava nos problemas que outras pessoas estão passando para que os meus problemas virassem “formigas” perto dos “elefantes”, mas eu aprendi que isso é um pouco errado. Porque, não há outra de mim por aí.

Então não posso me comparar ao que eu acho que seja a “melhor” ,mas ser afiada pelas aventuras da vida de outras pessoas e assim, se tornando quem eu quero ser. Alguém melhor.

 

 

Meireles, Gabriele. 05.07.17     20:39   Rio de Janeiro, RJ- BRASIL

1 pergunta que você deve fazer a si mesmo antes de entrar no mundo Ana

 

 

 

Por que ser elogiada por estar cada vez mais magra e me deparar com o espelho e vê, que de fato, estou doente é mais importante do que minha saúde física e mental?

 

 

Respondendo comentários

 Resultado de imagem para comentarios

O seguinte post não foi editado, seguindo à risca as palavras digitadas pelo (a) autor (a) :

 

Tenho depressão desde os meus 7 anos… hj tenho 15, no último feriado de abril deste ano minha família descobriu que eu cortava e queimava minhas costas barriga e tirava sangue de mim. E todos me julgaram, criticaram e gritaram cmg, e além disse eles espalharam pro bairro todo e depois disso tudo, minha depressão só aumentou… Eu sempre fingir ser a menina mais feliz do mundo, e agora tenho q fingir melhor ainda e agora tbm tenho que suportar calada os olhares de nojinho… dia 7 vou ter minha primeira consulta com o psicólogo, mas n acredito q esses médicos vão me ajudar em mt coisa… ando tendo crises de ansiedade e etc… Tenho q viver pra agradar os outros. Se eu n aceito solar um hino na união sou a pior pessoa do mundo só pq tem poucos membros no grupo… e etc e etc… SÓ QUEM TEM Q ENTENDE.

P. F

 

Resposta:

Primeiro, tudo que fizeram com você de te julgarem e te criticarem, etc se chama PSICOFOBIA e isto é um crime. Como moramos no Brasil e nunca ouvi falar ou nem mesmo eu fui ao tribunal para ver como é o processo de pena, não posso dizer que tenho a certeza que isso funcionará. Mas saiba que isso é CRIME.

Segundo, não cometa o mesmo erro que eu ao ir ao psicólogo e não acreditar que ele posso te ajudar. É como uma professora tentando ao máximo ensinar um aluno que não quer aprender a matéria e nem acredita que possa entendê-la. Não adiantará de nada, entende? Vá a primeira consulta com 2 pensamentos na cabeça:

1- Independente de qualquer coisa, eu tenho que me sentir realmente confortável ao falar dos meus problemas para ele/ela

OBS.: Nem sempre o primeiro psicólogo que vai ter uma ‘química’ com você. Não pense que se não der certo na primeira vez com aquele psicólogo específico, não vai dar certo a psicoterapia. Procure aquele em que você se sentir mais confortável (no meu caso foi na 3a psicóloga – 2° ,pq descartei a outra (tadinha…rs) )

2- Não se feche e nem bloquei sua mente para a psicoterapia.

Por último, não veja os remédios ou a psicoterapia de uma forma negativa. Eles estão aí para ajudar pessoas como nós a ter uma vida melhor, os veja (digo dos remédios) como auxiliadores (…).

 

 

Antidepressivo é apenas usado para depressão. Será?

Resultado de imagem para pergunta

E a respota é…

é… 

NÃO.

 

O antidepressivo vai muito mais além do que um remédio para depressão. Conheça agora para que mais o antidepressivo é indicado:

  1. Transtorno de ansiedade
    Resultado de imagem para ansiedade generalizada

  2. Transtornos alimentares
    Resultado de imagem para transtornos alimentares

  3. Distúrbios do sono
    Resultado de imagem para disturbio do sono

  4. Disfunção sexual
    Resultado de imagem para disfunção sexual

  5. Dor crônica
    Resultado de imagem para dor cronica

  6. Adicção
    Resultado de imagem para adicçao

  7. Mal de Parkinson.

Resultado de imagem para mal de parkinson

 

E aí?

Foi só eu que me impressionei com o poder do antidepressivo? (disfução sexual foi o alvo – risos – )

 

 

Quando o querer se torna obsessão

VOOLTEEI MEUS AMORES! Sei que estavam sentindo falta dos textões e de todas as postagens criativas e que sempre são verdadeiras aqui no blog.

Voltamos hoje com:

Q u a n d o   o   q u e r e r   s e   t o r n a  o b s e s s ã o

Resultado de imagem para obsessão

Todos, em algum momento, já quiseram mudar algo no seu próprio corpo. Até aí, tudo bem! Isso é perfeitamente normal querer melhorar algo em nós, e isto, chega a ser até inocente de nossa parte.

Mas quando o querer mudar se torna uma obsessão?

São vários os mecanismos que nos colocam em frente ao espelho e nos fazem comparar a nós mesmos com a imagem de perfeição que foi passada através da mídia.

E considerando que crescemos vendo modelos magrinhas e 98% dos que compõe a TV também belos e MAGROS, isto (imagem abaixo) se torna a verdadeira beleza.

anigif

Faz alguns anos que decidi que vou ajudar as pessoas através da psiquiatria e, sintam pena de mim, imaginem a cena:

Uma garota de 16 anos no meu consultório sendo diagnosticada com transtornos alimentares. 

Foram 16 anos que essa menina passou vendo na Tv que modelos tem que ser altas, lindas e magras. Qualquer programa que exibisse uma seleção de modelos era sempre a mesma coisa: a que tinha uma mísera gordurinha a mais nos lados era desclassificada. Ela teria que emagrecer mais ainda para conseguir o seu sonho de desfilar nas passarelas, mas quem mandou se inscrever numa seleção de modelos tendo 1,76cm de altura e 52kg? É UM ABSURDO! [ironia]

Agora imagine o trabalho que todos os psiquiatras e psicólogos do mundo tem ao se deparar com casos como esse. Seria muito fácil pra você convencer uma pessoa que tudo que ela acreditou até agora é errado ou particular de cada um?

Você pode escolher ser magro e a outra pessoa escolher ser gorda (“Ninguém escolhe ser gorda”). Você pode não escolher ser gordo ou magro quando nasce, mas pode escolher entre se sentir bem ou não com o corpo que tem e que se dane o que a mídia promove o que é “bonito”.

Até porque, quem manda no seu corpo é você ou outras pessoas?

Resultado de imagem para se ame

.

.

.

.

Love yourself

.

.

.

.

.

Não chorem, eu volto!

Resultado de imagem para de férias

 

 Poisé meus amores, eu tô de férias (decidi agora) ! \0/

Não se preocupem que estou preparando muita coisa legal pra vocês tá bem?

E-mail perdido 3 + Depoimento

” Eu não estou mais em tratamento, mas era para eu estar. Só que por vários fatores da minha vida tive que abandonar. Confesso que ainda é bem difícil, tem vezes que acho que não vou aguentar, que não vou conseguir, mas eu penso sempre em um dia de cada vez.

Parece besteira, mas assim fica mais fácil. É bem mais fácil você enfrentar as dificuldade da doença pensando apenas naquele momento, do que se desesperar e ficar programando os dias que ainda virão, entende? O desespero e a ansiedade de pensar no que virá, nas especulações de “como aguentarei por tanto tempo?” faz com que a porta da recaída se abra facilmente. “

Imagem relacionada

Bruna Gurgel – 01.02.2016

Você sabe como agir nas crises de ansiedade e de pânico? A psiquiatra Maria Fernanda, que é youtuber fez um vídeo para ajudar você!

ESTE POST ESTÁ DESTINADO A PERGUNTAS DO PÚBLICO-ALVO AO BLOG, MUITAS COISAS PROCURADAS NÃO SÃO LIDAS E PASSADAS PARA A CRIADORA DO BLOG.

ENTÃO É SUA CHANCE!

O QUE VOCÊ PROCURA OU PROCUROU AQUI E NÃO ENCONTROU?

DEIXE NOS COMENTÁRIOS.

Um e-mail perdido- 2

Imagem relacionada

28.01.2016

“Ainda estou em tratamento dessas doenças e infelizmente, mais uma vez tive uma …crise de depressão e ansiedade pela madrugada do dia 28.01.16 . Foi difícil…. chorei bastante. Mas sinceramente, senti MEDO. Medo da Ana. De voltar aquele inferno de novo. Procuro ajudar outras pessoas com esses distúrbios, com depressão…enfim! Acho que sou boa em ajudar as pessoas, pelo menos elas se sentem um pouco melhor quando converso com elas.”

-Gabriele M.

 

Um e-mail perdido

Imagem relacionada   26.01.2016 

 

 

Eu ainda estou em tratamento,
tenho tido duas crises de ansiedade e uma de depressão por mês mais ou menos.
Tive uma crise domingo (24/01/16). Não ouço mais a “Ana” e nem penso na “Mia”,
mas a ansiedade e a depressão vieram de brinde com essas doenças.
Bem, depressão nem tanto… mas às vezes simplesmente fico triste (ou muito ansiosa, não, não é ansiedade de como você estar prestes a ganhar um presente que você queria muito, é angustiante!)
Eu parei de tomar 1 dos 4 remédios que  meu psiquiatra me passou.
Antidepressivo, pra comer, pra dormir, pra ansiedade (e pra quando eu ouvisse a Ana)…
E agora ele me passou mais 3.
Senti novamente dores no estômago na madrugada da semana passada.
Estou comendo de tudo, bem, de uma forma diferente. Mas de tudo.
Integral, light, sem óleo, sem muito sal.. e pouco. Várias vezes ao dia, mas em pouca quantidade.

Continuar lendo

Qual é a aparência da Anorexia Nervosa?

Você já parou para pensar em como é a aparência da Ana (anorexia)?

Resultado de imagem para silhuetas de frente

 

  Sei que muitos hoje estão no mesmo nível da doença que eu estive. Você ouve a Ana (e não estou dizendo em sentido figurativo ou pesquisando na internet) .VOCÊ OUVE A VOZ. Na sua cabeça ela lhe diz o que tem que fazer, te humilha dizendo que você é fraca/ nunca será como tais modelos/ gorda = nojenta, estúpida.

  Mas você já parou pra pensar na imagem da Anorexia?

  Ela é tão magra a ponto de ter 0% de gordura no seu corpo    OU

  Ela é tão doente como você                 OU

  Ela é tão gorda a ponto de se odiar e fazer com que milhares de pessoas se odeiem também.

 

Você já parou para pensar em como é a aparência da Ana (anorexia)?

Será que ela/ele é tão perfeito assim?

Conheça agora 10 fotos que provam que ninguém é perfeito:

1)

Imagem relacionada

 

2)

Resultado de imagem para fotos antes e depois com photoshop

 

3)

Resultado de imagem para fotos antes e depois com photoshop

Continuar lendo

Oi, 

Bem, como todos já sabem eu não estou postando esses últimos dias porque não venho me sentido BEM.

Não se preocupem, é só uma recaída.

Ainda estou viva..

Minha alma está sendo rasgada ao meio novamente. Espero que compreendam. Beijinhos

Resultado de imagem para alma rasgada

Chat

Como lidar com a baixa Auto-estima?

 

1- Escolher para agradar a nós mesmos diminui a sensação de baixa auto-estima

2- Evidencie os seus sucessos

3- Alimente a sua vida com experiencia motivadora: alguma coisa que o faça sentir-se feliz! Seja o exemplo que gostaria de ver.

4-  Aprenda a ver-se com os seus próprios olhos e não com os olhos dos outros, não é o fato de alguém pensar algo negativo de si que a vai transformar nessa coisa negativa.

5- Perdoe, perdoe-se e livre-se de ressentimentos

6-Não se compare com outros, aceite-se.

7- VIVA COMO SE FOSSE O ÚLTIMO DIA!

Vamos falar sobre TOC?

  O TOC é um transtorno mental caracterizado pela presença de obsessões, compulsões ou ambas.

Resultado de imagem para transtorno obsessivo compulsivo

.

 

A S   O B S E S S Õ E S :

   São pensamentos, impulsos ou imagens indesejáveis e involuntários, que invadem a consciência causando acentuada ansiedade ou desconforto.

Resultado de imagem para preocupação toc

.

A S   C O M P U L S Õ E S:

 São atos físicos ou mentais realizados em resposta às obsessões, com a intenção de afastar ameaças (contaminação, a casa incendiar,etc), prevenir possíveis falhas ou simplesmente aliviar um desconforto físico.

.

A S   E V I T A Ç Õ E S:

  No TOC os indivíduos procuram ainda evitar o contado com determinados lugares (por exemplo, banheiros públicos, hospitais, cemitérios), objetos que outras pessoas tocam (dinheiro, telefone público, maçanetas) ou até mesmo pessoas (mendigos, pessoas com algum ferimento) como forma de obter alívio dos seus medos e preocupações.

.

O S  S I N T O M A S…

Uma das características intrigantes do TOC é a diversidade dos seus sintomas (medos de contaminação/lavagens, dúvidas excessivas seguidas de verificações, preocupação exagerada com ordem/simetria ou exatidão, pensamentos de conteúdo inaceitável (violência, sexuais, ou blasfemos), compulsão por armazenar objetos sem utilidade e dificuldade em descarta-los – ou colecionismo). Um mesmo indivíduo pode apresentar uma diversidade de sintomas, embora geralmente exista um que predomine.

Resultado de imagem para preocupação toc

O jogo da Baleia Azul é culpado pelos suicídios?

Todo mundo sabe que os adolescentes são impulsivos, imaturos etc. Mas acreditamos mesmo que eles são tão estúpidos a ponto de se matar porque um jogo mandou? Ou porque viram na TV? Sério? Ou será que são pessoas já com alto risco de se matar que encontram nisso um estímulo final?

  Muitas pessoas me pediram para falar sobre a série 13 reasons why, enorme sucesso do Netflix que conta a história de uma jovem se mata depois de gravar fitas dizendo as razões para seu ato. Coincidência ou não, nesse mesmo período o tal desafio da Baleia Azul começou a ser comentado (no Brasil, porque a notícia é velha), trazendo para o primeiro plano o tema do suicídio entre jovens.

   Infelizmente, contudo, as respostas fáceis fazem sucesso e rapidamente ganham ares de verdade, já que o raciocínio simplista é sempre preferido ao trabalhoso exercício de pensar. E assim, em vez de aproveitarmos o gancho para discutir seriamente o suicídio, criamos um pânico em torno de um seriado, de um jogo, de uma moda qualquer, como se elas fossem as culpadas pelo problema. Cacemos a baleia azul. Censuremos o seriado. Quebremos o termômetro para não ver a febre. Em que momento da vida o adulto fica tão distante do jovem a ponto de não ser mais capaz de compreendê-lo? Todo mundo sabe que os adolescentes são impulsivos, imaturos etc. Mas acreditamos mesmo que eles são tão estúpidos a ponto de se matar porque um jogo mandou? Ou porque viram na TV? Sério? Ou será que são pessoas já com alto risco de se matar que encontram nisso um estímulo final?

Continuar lendo

Doenças causadas pelo estresse

Resultado de imagem para estresse

1-Insônia

O estresse pode causar ou agravar a insônia, pois situações estressantes, como problemas familiares ou no trabalho, problemas de saúde, problemas econômicos, depressão ou ansiedade podem gerar dificuldade para dormir ou até interrupção do sono durante a noite.

2-Transtornos alimentares 

O estresse pode contribuir para o aparecimento de transtornos alimentares, como a compulsão alimentar ou anorexia, por exemplo, pois quando o indivíduo se sente estressado, sobrecarregado ou fora de controle, tenta encontrar maneiras de lidar com esses sentimentos desagradáveis e com o estresse através da alimentação.

O que fazer: Consultar um nutricionista e um psicólogo, pois o tratamento deve ser individual, de acordo com o transtorno alimentar, peso, idade, autoestima e força de vontade, por exemplo.

3-Depressão

O estresse provoca o aumento do cortisol, que é a hormônio do estresse, e a redução de serotonina e dopamina, que regulam o sono, o apetite, a energia e a líbido, por exemplo, estando, por isso, associadas à depressão. Desta forma, quando o indivíduo não consegue gerir ou lidar com situações de estresse, os níveis de serotonina e dopamina diminuem, podendo causar depressão.

4-Problemas cardiovasculares

O estresse pode fazer com que as artérias e as veias se comprimam, resultando em uma diminuição do fluxo de sangue, batimentos cardíacos irregulares, porque o coração bate mais rápido, e até endurecimento das artérias. Isto pode causar coágulos, má circulação, AVC, aumento da pressão arterial e até ataque cardíaco.

O que fazer: Fazer uma alimentação saudável, dando preferências a legumes, verduras e frutas, exercício físico regularmente, técnicas de relaxamento e massagem, por exemplo.

5-Síndrome do Cólon Irritável

O estresse pode provocar contrações anormais no intestino, que na Síndrome do Cólon Irritável é mais sensível a estímulos, causando sintomas como flatulência, diarreia, por vezes acompanhada de dor, distensão abdominal ou dor de cabeça.

O que fazer: Tomar remédios analgésicos para aliviar a dor e o desconforto e, sobretudo, fazer uma dieta pobre em gorduras, cafeína, açúcares e álcool, pois estes alimentos pioram os sintomas da síndrome do cólon irritável. Se necessário, consultar um psicólogo para aprender estratégias para lidar com o estresse, de forma a diminuir os sintomas da doença.

6-Prisão de ventre

O estresse pode provocar o desiquilíbrio da flora intestinal, além de afetar o comportamento do indivíduo que passa a ir ao banheiro com menos frequência, a fazer uma alimentação menos saudável, a beber menos água e a fazer exercício físico, por exemplo, contribuindo para o aparecimento ou agravamento da prisão de ventre.

O que fazer: Fazer uma dieta rica em fibras, ingerir cerca de 2 litros de água por dia, fazer exercício físico regularmente e recorrer a técnicas de relaxamento.

tumblr_static_filename_640_v2

Você não sente mais dor.

Você não sente mais alívio.

Você virou um disco arranhado que não consegue mais parar.

Você só está no modo “automático”.

E agora? O que vai  fazer pra sair disso?