Textos, notas, citações e mais!

Tente mesmo assim

Quando a depressão coloca todo peso sobre você e então se encontras no meio do círculo de guerra, sendo ferido pelas pessoas que deveriam te proteger, você pode cogitar em ceder. Mas é exatamente essa a hora de tentar mesmo assim. Tente se levantar da cama por você, sorrir por você, lutar por você.

Faça o que te deixa pelo menos 0,1mm de centímetros do terror da depressão. Tente mesmo assim, mesmo que você não queira ver a luz do Sol.

Tente fazer algo por si mesmo.

Textos, notas, citações e mais!

O Suicídio vs Os Suicidas

O desespero beira o insuportável. A cada dia, o sofrimento – físico ou emocional – fica mais intenso e viver torna-se um fardo pesado e angustiante. Sua dor parece incomunicável; por mais que você tente expressar a tristeza que sente, ninguém parece escutá-lo ou compreendê-lo. A vida perde o sentido. O mundo ao seu redor fica insosso. Você sonha com a possibilidade de fechar os olhos e acordar num mundo totalmente diferente.

No limite, o suicídio não tem explicações objetivas. Agride, estarrece, silencia. Continua sendo tabu, motivo de vergonha ou de condenação, sinônimo de loucura, assunto proibido na conversa com filhos, pais, amigos e até mesmo com o terapeuta. Mas as estatísticas mostram que o suicídio precisa, sim, ser discutido. Trata-se, além de uma expressão inequívoca de sofrimento individual, de um sério problema de saúde pública. Segundo o mais recente relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 804 mil pessoas se mataram no ano 2012 no mundo. Isso significa 1 suicídio a cada 40 segundos.

O fato de estar consciente de que vai efetuar um ato suicida não elimina, no entanto, o estado de confusão mental que o indivíduo experimenta momentos antes da ação. “Ele não sabe se quer morrer ou viver, se quer dormir ou ficar acordado, fugir da dor, agredir outra pessoa ou, de fato, encontrar o mundo com o qual fantasia”, diz Roosevelt. Afinal, o suicida tem diante de si duas iniciativas complexas e contraditórias a conciliar naquele momento: tirar a vida e morrer. O suicídio ocorreria, então, num instante em que a pessoa se encontra quase fora de si, fragmentada, com os mecanismos de defesa do ego abalados e, por isso, “livre” para atacar a si mesma.

Continue lendo “O Suicídio vs Os Suicidas”

Textos, notas, citações e mais!

O que você faria?

“Estou entre me proteger da ventania ou fazer dela minha aliada. Saltar  do precipício ou olhar para o pôr do sol à minha frente. Sempre existe dois lados e eu estou explorando todos eles.”

Meireles, Gabriele. 2018.01.16

Este é um trecho que escrevi em outro post aqui no blog e enxerguei nele possibilidades de dar seguimento a essa ideia. Então aqui vamos nós! E vou fazer isso através de uma pequena historia escrita por mim mesma, então não perca a linha do raciocínio.

 

O que você pode fazer?

Existiu em um certo país, a alguns séculos não muito distante do nosso, uma garota que por maldade do destino a fez conhecer uma dor gigantesca. Ela foi abusada sexualmente pelo próprio irmão.

Com toda certeza, ela nao foi a primeira e  nem a ultima pessoa a ser abusada.  Mas foi a primeira a pegar sua dor e transforma-la em algo positivo, inspirador! Nao somente para ela, mas para centenas  de pessoas.

Ela virou palestrante e fez faculdade de psicologia. E em  todas as suas palestras, centenas  de pessoas se inspiraram a pegar sua dor e transformá-la em algo bom, buscando meios de se livravam da dor e do sentimento de culpa. Ela escolheu fazer de uma experiência traumática algo bom para outras pessoas. Ela escolheu ajudar.
Ela poderia  ter feito ao contrario? Poderia. Poderia ter entrado em depressao? Poderia. E isso não seria errado. Cada um lida  com sua dor de uma forma  diferente. Mas quero que saibam que sempre há escolha. Eu tive escolha entre entrar ou não no mundo da Anorexia Nervosa, também tive escolha quanto ao que fazer com minha dor: superar ou me machucar.

Só quero que saibam que além do caminho da dor, existe o caminho do A.S.M

AACEITAÇÃO (quando voce para de chorar  e aceita o que aconteceu, porque nao se pode mudar)

S- SUPERAÇÃO (quando você lembra, mas não desmorona mais pelo ocorrido)

M- MUDANÇA (quando você enxerga novos caminhos e decide pegar aquela cicatriz e transformá-la em lição de vida , ajudando pessoas como você)
Existe dois caminhos. O QUE VOCÊ VAI FAZER?

Textos, notas, citações e mais!

Por onde anda a dona do blog?

Ok, estamos todos de saco cheio da dona aqui não postar tanto quanto antes!

Vamos resolver esse problema!

Preciso que vocês comentem o que querem que eu faça aqui no blog, quais matérias querem que eu escreva.

Estou sem ideias? Sim. Estou com preguiça? Também. E isso tem que mudar!

Preciso que me animem a continuar. Tá difícil manter o ânimo…

Resultado de imagem para gif amiga animando a outra

P.S  preciso de vocês mais do que nunca.. I am Not okay.

 

Finalmente estou tomando certas decisões que vão fazer meu futuro melhor. Estou fazendo coisas por mim mesma, como ir a uma entrevista de modelo (vou contar em outro post). Estou quase onde quero chegar e pretendo voltar com tudo quando a ventania acabar.

Estou entre me proteger da ventania ou fazer dela minha aliada. Saltar  do precipício ou olhar para o pôr do sol à minha frente. Sempre existe dois lados e eu estou explorando todos eles.

 

Com total sinceridade

De uma blogueira que não esquece vocês,

Gabriele Meireles.