Textos, notas, citações e mais!

Diga a si mesmo todos os dias que você é ótima, que você é amada, que você é linda, que você pode vencer tudo! ”

-Gabriele Meireles (Criadora do site Liberta da Ana e Mia)

Depoimentos

Quando você aprende a se odiar-parte 1

“Ame a si próprio”, diz a mensagem deixada na areia

 

Janaína, enviou os dois emails abaixo para um blog chamado Escreva Lola, escreva :

“Li seu post sobre padrão de beleza e sobre os corpos dos atletas. Concordo com você que somos condicionados a gostar de determinado padrão de beleza, mas eu não sou forte o suficiente como você: eu me deixo afetar.
Sabe… Sou gorda. Muito gorda. Sempre fui. Quando tinha 14 anos, o meu apelido era baleia. Também me chamavam de feia e gozavam do meu cabelo, que era bem crespo. Um dia, perto do meu aniversário de 15 anos, um dos meninos da minha turma descobriu que eu era a fim de outro garoto, da outra turma, amigo dele. Por “diversão”, os dois fizeram uma aposta. Se o cara ficasse comigo, ganharia 20 reais. Não preciso nem dizer que ele ganhou os 20 reais e todos me zoaram. Mudei de escola.
Dez anos se passaram e agora alisei o cabelo e já emagreci bastante, mas continuo gorda. E tenho estrias horrorosas e celulite e flacidez. Estou juntando dinheiro para plásticas. Os tratamentos para estrias são caríssimos e muito dolorosos. Já ouviu falar em carboxiterapia? Nossa, dói demais. E custa mais de mil reais o pacote com dez aplicações! E, apesar de tantos gastos, não há garantias de que as estrias vão sumir completamente: vão apenas diminuir.
Eu moro perto do mar, mas não vou à praia, embora goste muito de água. Também não vou ao clube e não frequento piscinas. Tenho muita vergonha do meu corpo. Também não faço sexo. Não por ser moralista, religiosa, ou por esperar o “cara certo”, mas porque acho que, por mais que o cara esteja a fim de mim, quando eu tirar a roupa e ele se deparar com minhas gorduras, minhas celulites, minhas estrias, vai rir de mim.
   Aliás, nesse ponto, eu me pareço com os “masculinistas”. Eu não acredito em homem-exceção. Para mim, todos eles vão rejeitar minha aparência. Também não acredito em amor verdadeiro. Acho que ninguém (homem ou mulher) se apaixona por gente feia. Sei que o que estou dizendo não é nada racional.

  Até porque, o problema nem é o que os homens pensam ou deixam de pensar.
É o que eu penso. Imagina, não vou à praia por vergonha de minhas gorduras. Eu me privo de um prazer por medo do olhar dos desconhecidos da praia.

Resultado de imagem para praia
CONTINUA..
Depoimentos

Os piores meses da minha vida

page.jpg

Junho, 08 de dezembro de 2015

Fui completamente aprisionada pela anorexia e bulimia. OS PIORES MESES DA MINHA VIDA! Em 6 meses minha vida mudou completamente. Eu era feliz comigo mesma e tinha minha auto-estima lá encima!!! E  PUM! Uma brecha que dei a Satanás na minha vida pra me destruir quase me levou a morte. Nesses meses de tormenta eu fui ficando doente a cada mês que passava… me sentia horrível, feia, gorda. Isso nunca foi um tipo de preconceito pra mim, existem pessoas lindas gordinhas e eu não me importaria de ser uma delas. Mas, quando você está voltada para viver os sonhos de Deus na sua vida, Satanás usa todas as armas que pode contra você ,e, infelizmente, ele tornou da minha vida um verdadeiro “inferno” porque sou uma menina que sempre se preocupou com estética e isso foi a isca perfeita.

Mas graças a Deus, mesmo eu deixando o Senhor de fora completamente da minha vida, Ele nunca se separou de mim. Quando eu me sentia mal por fazer um simples e natural fato..comer, Deus estava do meu lado mesmo que eu não permitisse que Ele fizesse MAIS por mim. Deus nunca me abandonou e Ele me provou isso.

Vou resumir pra vocês…

Eu fui pra minha igreja e foi um pastor de fora pregar lá, a mensagem toda foi de cure e libertação. Ele pediu pra que cada um estendesse a mão para onde era sua casa e eu fiquei orando do lado da minha mãe. Depois de muito tempo e mesmo sem forças, com a ana e mia (anorexia e bulimia) me impedindo de falar com Deus e até de ficar em pé por muito tempo, eu juntei tudo que tinha sobradode mim e pedi a Ele que me libertasse daquilo. Eu queria e precisava de uma experiência com Deus. Só foi eu fazer essa oração que me senti mal ! Segurei na minha mãe com força e ela pediu pra eu sentar porque eu poderia cair. Mas eu não conseguia sentar sozinha, senti como se algo horrível tivesse sendo arrancado de mim, uma coisa malígna saindo de dentro, me machucando e quebrando tudo. Eu fiquei tonta, não conseguia ver direito e nem ouvir o que me diziam. Eu só olhava pra todos os lados querendo pedir ajuda, mas não conseguia falar!! Me disseram que eu me debatia, agoniada, procurando respirar mas não lembro dessa parte…
não lembro quem me sentou.. só sei que uma hora abri os olhos e estava cercada por pessoas orando por mim. Então, a diaconisa Rose encostou no meu peito e ordenou que aquilo saísse de mim e foi então que eu respirei normalmente, ouvi e vi tudo claramente de novo.
Comecei a chorar porque senti que aquilo que eu estava sustentando era algo demoníaco
e quando Deus tirou aquilo de mim eu me senti tão grata.. tão leve.. eu consegui RESPIRAR!
Me senti VIVA!
Eu tinha tido um surto mais cedo no dia anterior.. quebrei minhas coisas.. chorei.. e quando disse que ia pra igreja, minha mãe perguntou se não era melhor eu ficar, já q não estava me sentindo bem.. eu estava fraca. Mas eu não queria ficar em casa porque eu sabia que a ana e mia iam me atormentar mais e mais!! Então fui e tudo isso aconteceu.
Me sinto liberta! Me sinto feliz!
Vou continuar o tratamento claro.. mas um grande peso espiritual foi tirado de mim. a ana e mia, que eu venerava, que cheguei a dizer que AMAVA, a tratei como pessoas vivas.. agora odeio por ter quase acabado com minha vida. Tudo por uma brecha que dei ao diabo. E então fiz o mesmo com Deus, pedi.. mesmo sem a mesma fé que tinha antes.. mas só pedi a Ele uma experiência e que Ele me arrancasse essas doenças de mim, não importava como. Doeu, a sensação foi a pior que já senti em todos meus 16 anos de vida!
.. mas valeu a pena!
 
Agora sou #Anti-ana-mia

Este slideshow necessita de JavaScript.

 
Textos, notas, citações e mais!

Nem Anna, nem Mia!

Por: Pérola Boudakian

Não há um jeito mais tranquilo de falar sobre isso…

Temos que ir direto ao ponto. Sem demora!

Outro dia assisti dois programas no canal Discovery Home & Health que me deixaram de cabelo em pé. Um deles “8 anos e anoréxica” e o outro “Anorexia Virtual”. Fiquei triste e chocada com ambos. No primeiro, uma garotinha de oito aninhos que parou de comer. Simplesmente não comia para não engordar, ela ficou 15 dias sem comer e chegou ao impensável de torcer o fio do soro glicosado para não entrar em seu corpo quando foi internada. O segundo, um documentário, mostrou meninas na Inglaterra que criam sites para gerar apoio ao desenvolvimento dos dois distúrbios alimentares mais sérios e graves: a anorexia, que recebe o código de “ana” e à bulimia , chamada de “mia”. Assisti a tudo aquilo com tristeza e pensava se havia aqui no Brasil redes de blogs e sites assim, com uma curiosidade recheada de medo, eu cliquei no Google e digitei os codinomes, chocada vi sites e blogs que disseminam cardápios, meninas adoecidas que entraram nesse universo e estão perdidas em si mesmas. No documentário inglês foi exibida a forma como as meninas incentivam dietas de menos de 300 calorias diárias, formas de ficar sem comer por dias e “painéis” de incentivo com mulheres magérrimas, beirando a morte. A ideia é que quanto mais osso, apareça, melhor. Um desvirtuamento absurdo da estética, do corpo, da auto-imagem.

Aí, eu mãe de dois, mulher E psicóloga, penso no mundo que nos cerca hoje, uma sociedade permeada de futilidades “vendidas” como essenciais, de exibições, de vitrines do corpo perfeito, da vida perfeita, das dietas e da falta de pertencimento. Me lembro da filha do Tom Cruise e suas exibições de vestimentas, glorificadas por seus pais enquanto a garotinha tem apenas 4 aninhos, vejo os concursos de pequenas misses, com menininhas de 03 aninhos sendo depiladas, bronzeadas artificialmente e tratadas feito bonequinhas nos EUA, me recordo das propagandas de sapatinhos de salto, de meninas-crianças sendo tratadas como mini-adultas, com mini-saias, esmaltes e maquiagem, me lembro da erotização infantil, e porque não da pedofilia, que cerca esse universo perversamente!

E penso, com mais tristeza, que essas meninas tomam para si uma cobrança gigantesca de corresponderem a imagens inatingíveis postas como “verdade” pela mídia, pela novela, pelas cantoras, modelos e revistas! E essas meninas acreditam que para ser feliz tem que pesar X, que para ser bonita tem que pesar Y, Que precisam exibir ossos. E idolatram a doença. Idolatram a doença! (repita isso e veja o quanto é dolorido pensar nesse universo!) Desejam a doença. Onde começa e onde termina esse ciclo vicioso? Como, nós mães e pais, professoras, psicólogas, tias, avós podemos intervir? Qual é nosso papel?

Do lado de cá, posso dizer como mãe que não incentivo, não estimulo e NEGO essa forma deturpada de posicionar meninas-crianças, meninas-adolescentes e meninas-jovens no mundo. Como profissional vejo um caminho de possibilidades: encontrar o equilíbrio, acolher a dor dessas meninas, revelar a si mesmas a “boniteza” de ser quem é, de abraçar a imagem real. Um longo caminho para dentro de si mesmas que é sim possível e que pode ter um desfecho diferente.

Todo mundo quer se sentir bem consigo mesmo, ser bonito, ter saúde e um corpo bacana. Mas é preciso rever a lógica em que um número dita a felicidade: seja de manequim, da balança ou o que quer que seja. Ser e estar saudável, feliz consigo mesma envolve muitos aspectos, muitas nuances e cada pessoa precisa ser olhada em sua singularidade, acima de tudo com amorosidade, com ternura e com assertividade.

Precisamos rever com urgência essa realidade maldosa, perversa que cerca meninas pelo mundo. Me parece algo universal, algo que nos pede atenção e cuidado!

E você? O que pensa disso? Como pode mudar isso a partir de sua realidade?

Textos, notas, citações e mais!

Bem-vindo ao Liberta da Ana e Mia!

Resultado de imagem para aviso

AQUI VOCÊ NÃO SERÁ JULGADO,

E POR MIM -A CRIADORA DO BLOG- VOCÊ NÃO SERÁ DADO COMO LOUCO OU IDIOTA POR SER ANA E MIA.

QUER AJUDA PRA EMAGRECER? EU AJUDO DE BOAS! MAS QUERO QUE VOCÊ SAIBA QUE SE VOCÊ TEM ANOREXIA E BULIMIA, VOCÊ TEM SIM DEPRESSÃO. E, ALÉM DA DEPRESSÃO, POSSIVELMENTE TAG.

CLIQUE AQUI E SAIBA O QUE É TAG

E OUTRA COISA, QUERO QUE VOCÊ SAIBA EXATAMENTE O QUE VOCÊ MESMO ESTÁ FAZENDO COM O SEU CORPO E O QUE ISSO ESTÁ GERANDO NA SUA SAÚDE, TANTO FÍSICA QUANTO MENTAL.

espero os e-mails de vocês:  antianamia@outlook.com.br

Ou no facebook: fb.com/ContraAnaMia

Textos, notas, citações e mais!

Leia mais sobre mim- Minha anorexia e bulimia

bully

Me tornei ” Ana e Mia ” em junho de 2015, mas não me sentia uma anoréxica e bulímica. Fiz uns cortes de calorias aqui…outras ali.. comecei a visitar muitos websites, blogs, vídeos sobre esse novo mundo.

Comecei com 51 kg, o que era um peso bom pra mim a princípio, mas depois quis 47 kg. Assim foi a minha primeira meta “ana”.
Era bem simples: lia tabelas de calorias… me inspirava em thinspo (meninas magras ou extremamente magras que eu achava lindas),cortava uma boa contia de calorias do dia e fazia exercícios (às vezes de madrugada, virando a noite).
O primeiro dia da minha dieta ana foi de 210 kcal.
Depois comecei a aumentar um pouco e deixei pra até 430kcal/dia. Era meu limite. Não podia ultrapassar por nada! Se ultrapassasse, corria pro banheiro e enfiava escova de dentes na garganta e via tudo aquilo que comi mais cedo sair.

Ou fazia exercícios.

Como eu era sedentária,comecei com 1h de dança e depois acrescentei 1h de exercícios aeróbicos e um dia cheguei a fazer 2h30 de exercícios TaeBo, o que consegui queimar bastante calorias.

(…)

 

LEIA AQUI MAIS SOBRE A HISTÓRIA DA CRIADORA DO BLOG

Textos, notas, citações e mais!

Minha hipocrisia

“Percebi isso em mim e vi que eu era uma hipócrita. Então estou aprendendo.. aprendendo pra ensinar e ser verdadeira.”

-Gabriele Meireles

Bullying

EFEITOS NEGATIVOS do bullying

AS CRIANÇAS QUE SOFREM O BULLYING DIRETAMENTE:

Normalmente acham que a culpa é delas, mas não conseguem fazer nada para impedi-lo
Podem se afastar da vida social por medo de mais humilhação
Podem sofrer danos psicológicos no presente e no futuro
Podem se machucar ou desenvolver problemas de saúde
São mais propensas a faltar às aulas e até a abandonar a escola
Podem querer se vingar usando a violência.
AS CRIANÇAS QUE PRATICAM O BULLYING
São mais propensas a se envolverem em brigas e a terem comportamento agressivo.
Muitas vezes, vão mal na escola e até desistem de estudar
São mais propensas a terem problemas com a lei
São mais propensas a serem agressivas na vida adulta
São mais propensas a terem problemas na adolescência e vida adulta

AS CRIANÇAS QUE TESTEMUNHAM O BULLYING

Normalmente se sentem culpadas por não terem impedido e até se sentem cúmplices
Às vezes, também acham que podem ser as próximas vítimas
Podem sofrer emocionalmente
São mais propensas a faltar às aulas

BULLYING-VIRTUAL

É uma agressão que acontece pelo computador, celular e outros aparelhos eletrônicos, e não cara a cara.

 

Como?
Com o envio de mensagens maldosas ou mal-educadas
Com fofocas ou mentiras espalhadas por email ou redes sociais
Com vídeos, perfis nas redes sociais ou sites que envergonhem ou humilhem os outros

 

O bullying na internet é muito diferente do praticado pessoalmente, porque as mensagens e imagens podem ser:
Enviadas em qualquer hora e em qualquer lugar
Compartilhadas com muita gente
Enviadas anonimamente

 

As crianças envolvidas têm mais propensão a:

  • Faltar na escola
  • Tirar notas baixas
  • Ter uma baixa autoestima
  • Desenvolver problemas de saúde
 

 

Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir

FIQUE FORTE GAROTA

Eu entendo sua dor, eu entendo suas lágrimas, eu entendo a felicidade de se ver 3kg mais  magra, eu entendo o que é se achar presa num labirinto escuro e frio, eu entendo o quão a Ana é assustadora e maravilhosa, eu entendo VOCÊ.

É horrível sentir seu estômago se fechando, seus cabelos caindo, suas unhas quebrando…o cansaço não te deixa por nada, você não para de contar as calorias do seu dia, planejando cada vez mais dietas pró Ana e Mia.

Mas também é maravilhoso você ver que ALGUMA COISA você consegue fazer -emagrecer- diferente do que ouviu dos seus pais, de um colega, de um desconhecido.. “Você é gorda” parece um xingamento pra você ,mas princesa, não é. Nunca foi.. Nunca será.

A melhor coisa a fazer é ser VOCÊ. Quando você aprender a se amar, as outras pessoas vão te olhar diferente -no melhor sentido da palavra-.

Não se leve pelos padrões deste mundo.

Não deixe que alguém ou ALGO decida como seu corpo deve ser.

Nem mesmo a Ana e Mia.

 

CONTATO:

e-mail: antianamia@outlook.com.br

Tumblr:  Ask Tumblr -CLIQUE AQUI

Textos, notas, citações e mais!

Mia: como vomitar?

Imagem relacionada

Primeiro de tudo não se assustem. Eu não me tornei de novo uma pró-Ana e Mia.

Essa foi um das pesquisas feita no blog que me intrigou..

Muitas pessoas -meninos e meninas- procuram coisas desse tipo no Google. Quero deixar bem claro que EU NÃO PROMOVO A ANA E A MIA! EU NÃO VOU ENSINAR NINGUÉM A VOMITAR, NÃO VOU PASSAR A DIETA DA ANA E NEM NADA RELACIONADO!

Quero que entendam: este é um blog que NÃO é pró ana e mia. É um blog escrito por uma ex ana e mia e que tenta ajudar o máximo cada um de vocês. Posso procurar dietas, exercícios.. o que quiserem pra ajudar vocês a emagrecerem!! Por isso criei as categorias “Dicas de Cardápio” e “Exercícios” no blog. Mas nunca vou relacionar isso a anorexia e bulimia. 

Se quiserem minha ajuda, eu ajudo! Mas sem a anorexia e bulimia como um demônio na sua orelha.

 

CLIQUE AQUI PARA VER A CATEGORIA “DICAS DE CARDÁPIO” NO BLOG

 

Textos, notas, citações e mais!

Carta de uma ex ana e mia

tumblr_mfmht4oWqP1rnf983o1_400
Tradução: “Eu vou parar quando estiver magro(a)”

” Anorexia nervosa é um distúrbio alimentar, psicológico, físico e espiritual.

Você precisa de ajuda, mas algo impede não é? É a “ANA”.

A doença que você personificou. A doença que vai matar você.

Ah, não se  importa? Tudo bem, tente o seu limite! Quando seu coração parar de bater e seus familiares e amigos estiverem chorando pela sua morte vai ser um bom enterro. Ah eu sou uma idiota por dizer isso? Estou sendo muito dura? E a carta da Ana? Ela não foi muito dura também? Então, por quê eu não posso ser dura com você como ela foi e é?

Acredite, de fora, tudo parece tão estúpido…. tudo o que você está perdendo, trocando por uma doença que você não reconhece mais como doença. Você a chama de amiga, quando ela quer destruir você.

A Ana é um demônio na sua orelha e quer fazer parte de você. Mas logo, será TUDO em você e no seu mundo. Você será como uma morta viva. Seus cabelos estão caindo? Suas unhas estão quebradiças? Agradeça a sua “amiga” Ana.

Sei que muitas não querem morrer por culpa dela e que pensam que podem largá-la quando chegarem a sua meta, mas deixa eu te contar um segredo… VOCÊ NUNCA VAI PARAR!

A menos que peça ajuda. A menos que você lute contra isso, como eu lutei. Não, não vai ser NADA fácil tirá-la de você. Mas você precisa enxerga seu mundo novamente, seu verdadeiro mundo que ela escondeu. Ela pôs uma venda nos seus olhos e te levou para um labirinto escuro e frio. Pode gritar. Pode correr. Você não tem como escapar dela. Você não está tentando pra valer! Ela te puxa de volta pro mundo DELA ,quando você quer sair de tudo isso.

Ela é sua amiga agora? Acha que só vai emagrecer e “xau ana!” ? claro que não! Você precisa ser forte. Eu sei que você é! SEJA FORTE! LUTE CONTRA ELA! SE NÃO ELA VAI MATAR VOCÊ E TODOS QUE AMAM VOCÊ.

Com sinceridade,

Gabriele Meireles de Santana – ex Ana e Mia. “

Publicaciones en español

Anorexia y Bulímia

Bullying

Dicas para os adultos: Como lidar com o bullying sofrido pelos filhos?

Dicas para os adultos 

 Os pais, professores e todos os funcionários da escola têm a responsabilidade de se unirem para tornar as escolas ambientes livres de violência e de bullying. Como um adulto – seja no papel de pai ou de funcionário da escola –, você pode fazer muito para acabar com o bullying. A campanha “Chega de bullying, não fique calado” precisa do envolvimento dos adultos por meio de muito diálogo e com o aprendizado de estratégias efetivas, o estabelecimento de regras claras e vigilância.
   As crianças precisam saber que você está presente para guiá-las e protegê-las. Elas precisam de adultos que identifiquem o bullying rapidamente e intervenham de forma confiante e consistente. As crianças precisam de orientações práticas e admiram adultos com os quais podem contar.

CONVERSE COM SEUS FILHOS SOBRE BULLYING

Diga que não o aprova e que todos merecem ser tratados com respeito.

bulimia

Leve a sério o que ele fala sobre o bullying.
Incentive-o a se manifestar e busque ajuda na diretoria da escola.

SAIBA IDENTIFICAR SE SEU FILHO ESTÁ SENDO VÍTIMA DO BULLYING

Isso inclui ansiedade, medo de ir à escola e notas baixas!

COMUNIQUE—SE COM A ESCOLA

Procure o diretor da escola ou o professor do seu filho para discutir o problema

Para acabar com o bullying é preciso de um planejamento claro, políticas bem definidas e muita cooperação.
Deixe claro que o bullying tem consequências.
Incentive os estudantes a se manifestarem quando forem vítimas ou testemunhas do bullying.bulimia.jpg
Tome atitudes imediatas para acabar com os incidentes e faça um acompanhamento com a vítima.
Ofereça aconselhamento às vítimas, testemunhas e também aos agressores
Estabeleça limites e consequências justos para os agressores – a compreensão, o diálogo e a educação são muito mais efetivos do que a suspensão ou a expulsão, exceto nos casos mais extremos

Mantenha um contato direto com os pais dos alunos envolvidos ou afetados pelo bullying.

Baixa Auto-estima

Como ter auto-estima?

 Primeiro de tudo, entenda o quê está fazendo com que sua auto-estima seja diminuída 

O que diminui a auto-estima?

autoestima-baixa-obesidade-gorda.jpg

– críticas e autocríticas                                                          – culpa

– abandono                                                                                – rejeição

– carência                                                                                – frustração

– vergonha                                                                                 – inveja

– insegurança                                                                            – medo

– humilhação

Sabe todas aquelas piadinhas que seus colegas na escola contaram?

Aquela vergonha de trocar de roupa no vestuário da escola com outras meninas? Ninguém nunca soltou uma piada sequer do seu corpo, mas você mesma achou que elas fariam.

Sabe a sua insegurança? “Não vou dar minha opinião, pois vão achar que eu sou burra!”

E lembra quando você se sentiu rejeitada? E você mesma pensou que era por ser gorda, ou por ter um estilo diferente, ou até por ser diferente de todos?

TUDO isso, contribuiu para que sua auto-estima fosse abaixada!

Leite derramado, não vale mais um choro. Pratique 4 técnicas simples que darão muito certo ! (Eu mesma pratiquei)

1. Reforça a voz positiva
Faça uma lista das coisas que você faz muito bem (nada de “eu não sei fazer nada”, sei muito bem que você sabe cantar. Ou escrever. Ou dançar. Ou até varrer uma casa! Vamos lá girl ! voce e lindaVocê faz diversas coisas bem!).  Nada é insignificante!!! Reveja essa lista diariamente. Essa lista vai te oferecer uma perspectiva mais ampla do seu valor 😉

2. Aprenda a se tratar com respeito e consideração
 Um exemplo bem simples: sabe aquele garoto que você gosta? Ele parece não te dar bola e é um tipo que “pega todo mundo” ? ESQUEÇA-O !!! Antes de amar alguém, veja se essa pessoa tem qualidades que você aprova e se essa pessoa te respeita e te considere de verdade ! Não há nada mais humilhante do que ficar correndo atrás de uma pessoa que não tá “nem aí” pra você! Uma pessoa que te trata como qualquer COISA ! Ame a si mesmo antes de querer amar outra pessoa (e digo em TODOS os sentidos! Ame seu corpo, seu cabelo, seus olhos, seu jeito de sorrir, de andar, de falar! Ame até sua unha encravada!) .

girl , se respeita ! se valorize !!

3. Aprende a identificar aquela voz negativa
Anota o que diz aquela voz negativa constante sobre si mesmo. É preciso que aprenda a reconhecer o teu próprio senso crítico. Veja o porquê de ter baixa auto-estima.

Baixa-Auto-Estima.png
Queime esse papel !
Precisamos, primeiro, indentificar o problema para depois tratá-lo." 
-Gabriele Meireles (Criadora do site Liberta da Ana e Mia)

4. Contra-ataque !!
Agora, é tempo de desmentir e de contra-atacar essa opinião negativa sobre si ! Exemplo: “não é verdade que eu erro sempre”, “eu sou linda”, “eu sou amada”. Depois, lembra-se de todas as vezes que “não é verdade que erro sempre”. Simples, não? O efeito positivo é incrível !

Diga a si mesmo todos os dias que você é ótima, que você é amada, 
que você é linda, que você pode vencer tudo! "
-Gabriele Meireles (Criadora do site Liberta da Ana e Mia)
Textos, notas, citações e mais!

Eu sei como é não querer acordar.

Mas precisamos acreditar que isso é só mais um dia ruim…

e que passará exatamente como veio.

GABRIELE MEIRELES-

 

Textos, notas, citações e mais!

A verdade é que..

   Eu desejo à você que venha saber da verdade, a verdade que você é perfeita, porque Deus não comete erros!

  Quanto mais próximos de Deus estamos, menos  vamos nos preocupar com coisas tolas como o nosso corpo e “imperfeições” nele.

Automutilação

Rotina de uma garota suicida

    Quero que realmente vejam esse vídeo com consciência de que é a realidade da grande maioria dos adolescentes, jovens e adultos.

    A automutilação não escolhe idade. Nem sexo. Nem hora.

    Ela é.. um grito de socorro. As marcas são tantas que talvez nem dê pra contar. Umas cicatrizaram, outras…foram tão profundas que viraram queloide.

     Talvez, você que esteja lendo isto passe pela automutilação e, logicamente, pela depressão.

   Mas eu quero que você saiba que não está sozinha. Sério, não ri…VOCÊ NÃO TÁ SOZINHA(O) ! Eu tô aqui. Eu sei a sua dor. Eu sinto o mesmo -por razões diferentes, talvez-. Mas eu sei o que é lutar pra levantar da cama.. eu sei o que é fingir o tempo todo que está bem, quando você quer correr pro seu quarto e chorar.. eu sei o que é colocar uma máscara -ou um casaco.. rs – pra ninguém te questionar.. pra ninguém te criticar.

Quer me contar um pouco de você?

antianamia@outlook.com.br

Vou responder o mais rápido possível !

 

Entenda o mundo das Anas e Mias

Meninos não escapam de serem vítimas da Anorexia nervosa

Em 2006, após a morte da modelo Ana Carolina Reston Macan, de 21 anos, por causa das complicações de uma anorexia nervosa, a doença chamou a atenção de todo o Brasil. Porém, ainda é comum pensar que o mal atinge apenas os bastidores de desfiles de moda e exclusivamente o sexo feminino. Mas, mesmo que a maioria das vítimas ainda seja de mulheres, a doença também faz parte do universo masculino.

A cada 10 anoréxicos, apenas um é homem. E, apesar de ser um número consideravelmente pequeno, a situação é preocupante, pois a doença – diagnosticada quando a pessoa está com um IMC (Índice de Massa Corpórea) inferior a 15 – leva a óbito cerca de 10% das pessoas que a possuem. E, claro, os mais atingidos pelas regras da beleza acabam sendo os jovens.Ana.png

“Cerca de 90 % dos casos de anorexia atingem os adolescentes. Normalmente, são aqueles que têm um histórico de obesidade, auto-estima baixa e timidez”, explica o João César Soares, endocrinologista e nutrólogo da Unifesp. “Eles estão mais suscetíveis a se sentirem pressionados pelo culto à magreza”, afirma o médico.

“Em geral, o pessoal da mídia, os estilistas e as pessoas que são do meio da moda, consideram belo o magro. Mas, tem gente que possui esse biótipo, outros, não. Nós, brasileiros, temos uma estrutura latina, com quadris largos”, diz Soares, que acredita que deveríamos ter uma variedade maior de padrões de beleza para diminuir os índices da doença. “Os anoréxicos são extremamente perfeccionistas e, nos homens, a doença é mais intensa, pois eles têm mais facilidade de perder peso”, completa.

 

Outros transtornos

Apesar de não ser tão grave quanto à anorexia, a bulimia também é um preocupante transtorno alimentar que atinge os jovens. “A doença pode desencadear em um quadro anoréxico, e um paciente pode ter os dois distúrbios ao mesmo tempo”, diz o João César Soares. “Por provocar vômitos, a pessoa pode virar anoréxica”.

Junior Cardoso, de 19 anos, ainda se trata para curar a bulimia. “Sempre fui gordinho, cheguei a pesar 115 kg. Comecei com dieta e, em três meses, emagreci 15 kg. Na época, estava passando aquela novela em que a menina tinha bulimia, “Páginas da Vida”, e um dia comi e vomitei. No final da semana, tinha perdido 4 kg”, diz Cardoso. “Achei que poderia parar quando quisesse, mas emagrecer é um grande vício”.

E mesmo também enfrentando o problema, ele acredita que o fundamental para a superação da doença é trabalhar a auto-estima. “A gente precisa se sentir seguro, se amar até o último momento. E, depois, ver que, comendo normalmente, não vamos engordar, e que também podemos fazer esportes”, aconselha o jovem.

Textos, notas, citações e mais!

Descobri que minha filha é anoréxica! E agora?

Resultado de imagem para susto

 

PRIMEIRO DE TUDO:

Uma pequena parada pra entender o conceito -bem simples- de ANOREXIA e BULIMIA..

O QUE É ANOREXIA (ANA)?

A anorexia é causada por uma imagem corporal distorcida, com um medo enorme de ganhar peso. Os sintomas incluem tentativa constante de manter o peso abaixo do normal por meio de inanição ou exercícios em excesso.

O QUE É BULIMIA (MIA)?

Pessoas com este problema comem compulsivamente e em seguida, induzem o vômito. (além dos exercícios excessivos e jejum)

E SE VOCÊ DESCOBRIU OU ATÉ DESCONFIA QUE SEU FILHO TEM UMA DESSAS -OU AS DUAS- DOENÇAS:

keepcalm.jpg

 

1-Você precisa ser bem delicada com cada palavra que vai dizer pra sua/seu filha (o). 

Ela/ele está numa fase onde a Anorexia (Ana) e/ou Bulimia (Mia) é o que o faz feliz no momento. Então, procure entendê-lo.

2- O ouça. Se seu filho recorreu a anorexia, certamente não foi à toa! O bullying, é, na maioria das vezes, a causa que o levou a entrar nesse mundo.

3- Tenha muita, mais MUIIITAA paciência mesmo! 

4- Leve-o ao psicólogo e ao psiquiatra. Mas não faça isso ser uma tortura. Converse com seu filho, ouça o que ele tem a dizer, o porquê dele ter entrado na anorexia e quais são seus desejos agora.

 

É muito importante você reconhecer a qual estágio da doença chegou.

E mais importante ainda os pais reconhecerem também. 

Dicas de Cardápios

Cardápio para Emagrecer Rápido

Segunda-feira

  • Café da manhã – café com adoçante e uma torrada.
  • Lanche manhã ou tarde- café ou chá com adoçante
  • Almoço e jantar – 2 ovos cozidos, alface e pepino a vontade

Terça-feira

  • Café da manhã – café com adoçante e dois biscoitos água e sal
  • Lanche manhã e tarde – café ou chá com adoçante
  • Almoço e jantar – 1 bife grande com presunto e salada de agrião

Quarta-feira

  • Café da manhã – 1 torrada de pão integral e café com adoçante
  • Lanche manhã e tarde – café ou chá com adoçante
  • Almoço e jantar – 2 ovos cozidos, presunto e salada de vagem

Quinta-feira

  • Café da manhã – 2 biscoitos água e sal e café com adoçante
  • Lanche manhã e tarde – café ou chá com adoçante
  • Almoço e jantar – alface e cenoura ralada e frango grelhado

Sexta-feira

  • Café da manhã – café com adoçante e uma torrada de pão integral
  • Lanche da manhã ou da tarde – café ou chá com adoçante
  • Almoço e jantar – tomate à vontade e filé de peixe

 

No final da semana – aqui nestes dois dias você pode escolher o cardápio de um dos dias da semana, o que mais lhe agradou e estará dando continuidade ao processo de emagrecimento urgente. Não deixe o fim de semana livre como costumam fazer outras dietas.Não esqueça se tiver muita fome acrescente ao cardápio uma fruta ou então uma salada.

Dicas de Cardápios

Dieta Alcalina

 Resultado de imagem para Dieta Alcalina

 

 A proposta da dieta alcalina é a perda de peso através da eliminação de todas as toxinas do corpo. Quanto maior a alcalinidade de um alimento, menor a quantidade de resíduos gerada. Isso representa menos inchaço, retenção de líquidos e inflamações do corpo, principais causas do aumento de peso

    O objetivo é manter o pH ideal do corpo, que é em torno de 7,4 -levemente alcalino – para que a absorção de nutrientes e a liberação de toxinas seja mais eficiente.

 

Opções para sua dieta baseado no pH ideal:

pH 7 (neutro): Água mineral

pH 8: Maçã, amêndoa, tomate, abacaxi, morango, cereja, pêssego, damasco, banana, laranja, pimentão, nabo, arroz selvagem, milho, soja, folhas verdes-escuras, aspargo, goiaba.

pH 9: Abacate, abóbora, kiwi, melão, melancia, tangerina, tâmara, figo, manga, mamão, amora, uva, alface, berinjela, batata-doce, inhame, mandioca, gengibre, ervilha, lentilha, clara de ovo, salsa, maracujá, caqui.

pH 10 (muito alcalino): Couve, couve-de-bruxelas, couveflor, espinafre, brócolis, repolho, alcachofra, pepino, limão, lima, rabanete, agrião, cebola, sucos de vegetais, alho, alga.

Continue lendo “Dieta Alcalina”

Depoimentos

Depoimento de Marcus, 18 anos

Oi gente, me chamo Marcus, tenho 18 anos, moro em Porto Seguro. Conheçam um pouco da minha história:
Desde a infância eu era extremamente tímido e isso me impedia de fazer amizades, quando cheguei no ensino médio, um grupo de alunos da minha turma não media esforços para me humilhar diariamente (por eu ser esse menino tímido e sem amigos, eu era o algo perfeito para eles)… Dai nesse comento de nós na garganta, asfixia de tristezas, eu conheci a automutilação através de uma amiga virtual, comecei a me cortar (cortes superficiais) com 13 anos, ninguém percebia pois eu estava sempre de blusa de frio (apesar do calor escaldante do litoral baiano), as coisas pioraram quando eu tive o meu primeiro amigo de verdade (no segundo ano do ensino médio), pois nessa amizade eu me descobri apaixonado por ele, veio o drama da minha sexualidade, a aceitação, e os dilemas, eu sabia que esse meu amigo era hétero e nunca teria nada comigo, era um amor impossível… Os cortes iam ficando cada vez mais constantes e mais profundos. Eu não sei como consegui forças, mas um certo dia depois deu me cortar tanto a ponto de ir parar no hospital, eu decidi que eu queria viver. Viver feliz? talvez sim, talvez não. Mas eu queria me libertar de todas as minhas aflições. Faz 4 anos que não me corto, hoje em dia eu sou uma pessoa estável, continuo sem amizades verdadeiras, aquele meu amigo por quem eu era apaixonado eu já não tenho mais contato pois me afastei dele pra tentar acabar com o meu amor não correspondido.. Socialmente minha vida está indo, trabalho, faculdade, e algumas pessoas bacanas que tive o prazer de conhecer.
Se tiver alguém passando por algo parecido com o que eu passei, acreditem que por pior que seja a sua aflição, sim, há uma “luz no fim do túnel”.

Como deixar a Ana e a Mia

Procure ajuda

   Resultado de imagem para procure ajuda

 

  Se você é amigo ou parente de alguém que possa estar sofrendo com Bulimia, Anorexia ou outros problemas, busque ajuda na internet, com um profissional ou mesmo com os responsáveis por ela. Sempre pesquise e tente entender como funciona viver com um transtorno alimentar e, acima de tudo, dê apoio da melhor forma que puder. Essa é uma batalha dificílima e que é muito difícil de ser travada sozinho e sem acompanhamento profissional.

   Se você mesma sofre com isso, procure ajuda. Converse com alguém, seja quem for: tudo se torna mais difícil se você estiver sozinha. É difícil e assustador, mas é a sua vida que está em jogo e você não é menos ou mais doente que ninguém: você merece ser feliz e sem estabilizar a sua condição, é impossível. Se ainda não tem um profissional cuidando de você, procure um, não é vergonha nenhuma. Procure se informar sobre a recuperação e/ou estabilização da doença, pois quanto mais cedo você procurar ajuda, maiores são suas chances de ficar bem.

    Lembrem-se: nada vale mais do que a sua vida. Cuide-se.

   Esse assunto precisa ser colocado em discussão porque as pessoas precisam receber apoio e ajuda, principalmente adolescentes como nós: são muitas mudanças, muitos acontecimentos e muita pressão para encararmos e, infelizmente, esses problemas têm sido mais um peso para milhões de garotas e garotos pelo mundo inteiro!

Entenda o mundo das Anas e Mias

“Anorexia e Bulimia se desenvolve apenas de uma maneira.” ERRADO!

 Muita gente costuma pensar que as pessoas que chegam a um ponto de ficarem esqueléticas ou serem internadas em hospitais são fúteis e só se importam com a aparência.   Errado!   

   Anorexia e Bulimia se desenvolvem de maneiras diferentes em cada pessoa e por motivos diferentes, como traumas, ansiedade, depressão e outras causas que não podem ser categorizadas dessa forma. Essas doenças tem muito mais a ver com os problemas psicológicos do doente em relação a si mesmo e ao mundo que os cerca do que com as imagens nas capas das revistas (mas é claro que a pressão da mídia influencia e empurra a pessoa cada vez mais para dentro do seu círculo vicioso.)

 

Anorexic111.jpg

   Inclusive, muitas pessoas bulímicas ou anoréxicas entendem que estão magras (ou mesmo que estão num peso saudável), mas elas não conseguem parar: é como se a doença fosse seu porto seguro, uma maneira de lidar com os outros problemas.

“Claro que você pode se recuperar! É só comer!”

 

Não é bem assim..

   

  Você não pode dizer a uma pessoa doente que “é só comer”. Para um anoréxico, o ganho de peso (mesmo que mínimo) é assustador ao extremo, ainda que ele esteja beirando a morte.

    Anorexia e Bulimia são, muitas vezes, sobre controle: a pessoa doente sente que não tem controle sobre o mundo a sua volta ou sobre a própria vida, então ela tenta controlar, de uma maneira ou outra, aquilo que come. A recuperação para muitos anoréxicos e bulímicos é perder o controle, mesmo que ele reconheça que a doença já tomou as rédeas de suas vidas.

 

Depoimentos

Ele chegou a pesar 35 kg

“Comecei a comprar aquelas revistas com listas de alimentos e calorias e calculava tudo o que comia. Em pouco tempo, eu emagreci muitos quilos”, diz o jovem que, aos 12 anos, passou a sentir-se pressionado por sua família a ser magro.

tumblr_o271308j921so3d2ao1_500“Eu não queria engordar e vomitava tudo o que comia, fiz isso por oito anos. E ainda usava laxantes e diuréticos. Minha família me internou algumas vezes, mas, não entendia e só sabia falar que eu jogava dinheiro na privada”, conta N.R.. E, mesmo tendo passado por quatro internações em clínicas de transtornos alimentares, só conseguiu se curar aos 20 anos. “Me curei quando comecei a namorar, quando encontrei alguém que me amava como eu era e que se preocupava muito comigo”, completa o jovem.

    O caso dele é a típica situação descrita pelo psiquiatra da Unifesp Marcelo Niel. “No início ou meio da adolescência, o jovem começa a fazer algum tipo de dieta e emagrece muito. Depois, começa a ter um comportamento obsessivo com sua alimentação”. E, além de ter esse rigor com seus hábitos alimentares, o anoréxico passa a se ver de forma bastante deturpada. “O transtorno desmórfico corporal faz com que o paciente veja uma imagem distorcida de si mesmo. Ele se vê muito mais gordo do que realmente é”.

     Para Niel, “o tratamento é complexo, mas, em linhas gerais, tem bom resultado e a maioria consegue se livrar”. O médico ainda aconselha aos familiares e doentes a procurarem ajuda para se orientarem sobre o tratamento, que é multidisciplinar e que necessita de psiquiatra, nutricionista e clínico geral. “Há lugares, como o Hospital das Clínicas e a Unifesp, que disponibilizam atendimento e tratamento gratuito”, diz Niel.

Entenda o mundo das Anas e Mias

“Ser ANA é desgaste físico e mental, viver em torno dela, em torno disso tudo… Passar 24h pensando nas calorias que ingeriu, que vai ingerir, nos exercícios que tem que fazer, nas horas nf que precisa, nas pessoas e lugares que tem que evitar, nas desculpas que tem que inventar, nos meios de fugir da comida e de assuntos sobre comida…

É um inferno.”

Automutilação, Depressão, Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir

Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir

     É horrível você sentir essa dor que é uma cratera dentro de você e não ter como fazê-la parar de doer.

    Esse é meu blog. O criei inicialmente para ajudar meninas que sofrem com anorexia e bulimia -como eu sofri. -Mas depois expandi.. já que tenho depressão e TAG, espero que 200_salgo aqui venha te fazer bem! Que venha fazer você procurar ajuda médica! Isso não é vergonhoso. Não quer dizer que você é um fracasso. Quer dizer que você é forte o suficiente para assumir que tem um problema e precisa resolver.

Beijinhos da Gabriele

 

Automutilação

Tatuagens para cobrir os cortes da automutilação

 

Textos, notas, citações e mais!

“Não há nenhum problema em querer mudar o seu corpo.

O problema é a forma que você fará isso.”

Gabriele Meireles- dona do Blog Liberta da Ana e Mia

Textos, notas, citações e mais!

Confira 5 modelos “fora dos padrões”

Quem disse que existe um único padrão para ser modelo?

Confira no vídeo 5 modelos que fugiram do “padrão” que você conhece!

 

Textos, notas, citações e mais!

O pacto de fome das gêmeas

Resultado de imagem para Maria e Katy CampbellTalvez você já as conheça.. estou falando de Maria e Katy Campbell !

   Por mais de 20 anos, essas gêmeas idênticas têm competido uma com a outra da forma mais perturbadora que se possa imaginar. Durante a adolescência, as duas (atualmente com 36 anos) fizeram um pacto de fome para emagrecer o máximo que podiam. No entanto, essa loucura dura até hoje e elas apresentam esse aspecto assustadoramente esquálido.

  Apesar da insanidade que Maria e Katy cometem com seus corpos, ambas se formaram em Medicina e tiveram uma infância normal.

   Os problemas começaram a acontecer quando elas tinham por volta de 11 anos de idade, quando as meninas ouviram o pai dizer para a mãe que elas estavam crescendo. “Estávamos no topo da escada e ouvimos a nosso pai dizendo: ‘Meu Deus, essas meninas já estão se tornando jovens mulheres, não é mesmo? Já estão ficando com quadris maiores’”, relembrou Maria em uma entrevista ao Daily Mail.

    Mal sabia o pai das meninas que aquela frase mudaria para sempre a vida de toda a família. Após ouvirem o que o pai havia falado, as meninas chegaram à conclusão de que não queriam que os quadris crescessem mais e que nunca desejariam menstruar para não desenvolver o corpo. Para isso, resolveram simplesmente parar de comer.

   Dessa forma, as duas se controlavam para se manter sempre com o mesmo peso, o que foi se tornando cada vez mais preocupante de acordo com as fases pelas quais elas passaram.

  Para o desespero de seus pais — Christy e sua esposa Clara —, as gêmeas passaram a maior parte de suas vidas de adolescentes e adultas em várias clínicas de reabilitação e hospitais.

    Maria conta que certa vez ela ouviu um médico dizendo para a mãe dela que ela havia perdido muito peso, mas que a situação da irmã era bem pior. Em vez de se sentir aliviada por não estar em um caso tão grave, ela disse que isso serviu de estímulo para ela perder ainda mais peso, pois, segundo ela, ninguém podia dizer que sua irmã era “melhor” do que ela em alguma coisa — mesmo que o melhor para ela fosse estar em uma situação crítica.

   Até hoje, elas vivem “escravas” da anorexia e passam por constantes internações. Mas por que é tão difícil para elas se livrarem dessa situação? Segundo Luciana Kotaka, o pacto tem uma força muito grande nessas situações e o agravante é que a anoréxica não se percebe magra.

“Como há uma distorção de imagem corporal, elas não aceitam que podem estar magras porque não veem isso no espelho, e fechar a boca é uma arma poderosa, sendo difícil mudar essa realidade”, explica a psicóloga.

Ansiedade

A ansiedade como fuga

   Um dos comportamentos mais comuns em decorrência da  ansiedade é a fuga, a evitação. A pessoa foge das situações que para os outros seriam suportáveis. Sai correndo da fila do supermercado. Foge das ruas porque tem medo de pombos. Foge das festas porque não quer ficar sentindo aquele incômodo de ficar de canto com dificuldade em participar e medo de falar bobagem,etc.

Veja alguns quadros ansiosos:

1)Síndrome do pânico

A síndrome do pânico pode ser o ponto máximo de ansiedade para algumas pessoas. Nesse ponto o sofrimento é físico, sente-se falta de ar, o coração dispara. Parece até que está tendo um ataque do coração. Isso tudo parece que vem do nada. Nada o aborreceu, aparentemente nada aconteceu que pudesse provocar isso tudo. Mas havia a ansiedade que explode nessa forma de pânico. A repetição destes sintomas caracterizam a Síndrome do Pânico.

2)Fobia Social

As fobias também são sintomas da  ansiedade  . Fobia social se refere ao medo intenso de ser julgado pelos outros, a pessoa fica calada o máximo que puder para não se expor e não ser observada e criticada pelos outros. O fóbico social é visto como tímido pelos amigos, mas quando a timidez provoca sofrimento estamos falando de uma ansiedade que entrou em níveis fóbicos.

3)Ansiedade de desempenho

A  ansiedade  de desempenho se refere aquele medo que aparece só quando a pessoa tem que expor alguma competência sua, quando tiver que apresentar um trabalho, demonstrar que sabe algo. Não aprece em situações sociais, em festas costuma brincar rir à vontade, até o momento que terá demonstrar o quanto sabe algo, ou pode fazer algo bem, aí a ansiedade de desempenho parece e a pessoa trava, fica vermelha, engasga, etc.

•Sintomas psicológicos da ansiedade

Inquietude, impaciência, apreensão, desanimo, insônia, sentimento de impotência, dificuldade de concentração, ira, depressão entre outros. A ansiedade promove desde a sensação de fracasso até desequilíbrio da estabilidade da conduta emocional.

 

•Sintomas físicos da ansiedade

As reações somáticas mais comuns que acompanham a ansiedade são: tensão muscular, tremor, suor das mãos, axilas ou pés,  desconforto respiratório ou no peito, às vezes chegando à dor,  vertigem, dor abdominal, arrepios, vontade de evacuar ou urinar,  agitação, palpitações, tonturas, náuseas, frio no estômago, constipação intestinal ou diarréia, palidez, stress, falta de ar e muitas outras.

•Formas improdutivas de lidar com a ansiedade

Muitos se utilizam do álcool, do excesso de alimentação, renuncia ao convívio, acúmulo de responsabilidades, consumismo,  compulsividade como forma de tentar lidar com a ansiedade. São comportamentos que podem indicar uma necessidade de controle da ansiedade e devem ser observados.

   Lembrando que, o TAG é uma FUGA de algo. Busque ajuda de um psicólogo para tratar DO QUÊ você está fugindo, além da terapia, uma ajuda psiquiátrica.

E bom tratamento! 🙂

Mulheres poderosas

A modelo de 39 anos,Isabella Fiorentino, revela que sofreu de Anorexia Nervosa

 Resultado de imagem para Isabella Fiorentino Resultado de imagem para Isabella Fiorentino

    Que o mundo da moda é rondado pelo fantasma da magreza, não há dúvida. Mas é raro uma modelo abrir o jogo a respeito desse tema. A paulista Isabella Fiorentino se converteu em exceção ao admitir, na TV e na internet, ter sofrido de anorexia e buscado a ajuda de um psiquiatra. “Essa sou eu, uns 15 anos atrás, quando pesava 50 kg”, escreveu Isabella ao lado de uma foto em que aparece, magérrima, no Instagram.

“Era evidente que tinha algo errado comigo, já que eu me achava acima do peso e sempre queria emagrecer cada vez mais!”, continuou Isabella, no post. “A chamada anorexia é uma doença sorrateira e devemos combatê-la.”

Continue lendo “A modelo de 39 anos,Isabella Fiorentino, revela que sofreu de Anorexia Nervosa”

Textos, notas, citações e mais!

   A anorexia é um distúrbio alimentar, que atinge especialmente mulheres muito jovens ou adolescentes, mas podendo atingir também mulheres em idade adulta.

   Anorexia pode matar 15% dos adultos que sofrem com a doença, de acordo com a Sociedade Alemã para Distúrbios Alimentares.

  A anorexia envolve fatores psicológicos, sociais e fisiológicos e está ligada a padrões sociais pre estabelecidos, auto aceitação, carência afetiva, manias de perfeccionismo, históricos de bullying.

  Não é só porque você é mulher ou homem adulto que não pode estar sujeito aos transtornos alimentares que, infelizmente, são vistos como “coisa de adolescente” , “coisa de menina mimada”,etc. Não tenha a mente fechada para isso, porque ANOREXIA e BULIMIA são doenças como qualquer outra! E deve ser tratada como uma.

   Foi o caso da modelo e apresentadora Isabella Fiorentino, 39 anos.

Resultado de imagem para Isabella Fiorentino

CONFIRA A HISTÓRIA DE ISABELLA FIORENTINO CLICANDO AQUI

 

E do modelo Jeremy Gillitzer, de 38 anos -morto em 2010 com aproximadamente 29kg

Imagen

CONFIRA A HISTÓRIA DE JEREMY GILLITZER CLICANDO AQUI

 

A mãe Rebecca Jones de 26 anos que usa roupas de sua filha de 7 anos.

 

 

    Pouco ouvimos falar de distúrbios alimentares. Bulimia e anorexia são os principais e tem levado muitas mulheres à morte. O índice de mortalidade por anorexia nervosa atinge entre 15% e 20% dos casos. Eles estão associados a complicações clínicas ou a suicídios, pois a depressão é um distúrbio grave que pode manifestar-se no transcorrer dessa doença. Pacientes com anorexia nervosa sempre apresentam peso abaixo do normal e recusam-se a alimentar-se adequadamente mesmo sabendo do risco que correm. A bulimia tem sintomas diferentes. Algumas mulheres chegam a vomitar 5,10, 15 vezes por dia para evitar o aumento de peso e provocam tantos vômitos que chegam a ferir-se.

 

PROCURE O TRATAMENTO COM O PSICÓLOGO E O PSIQUIATRA. O APOIO FAMILIAR É MUITO IMPORTANTE NESSAS HORAS E DE AMIGOS TAMBÉM. 

QUEBRE O ESPELHO E OLHE A PESSOA MARAVILHOSA QUE VOCÊ JÁ É!

ANOREXIA E BULIMIA NÃO É “MODINHA”, É UMA DOENÇA QUE PRECISA SER TRATADA O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL !