Textos, notas, citações e mais!

Nuvem de tempestade

O Sol se esconde em meios as nuvens, elas vêm do norte carregada de fúria e com alto poder de destruição. No meio da manhã já se podem vê-las escuras e sobrecarregadas, isso não tem nada a ver com a mãe natureza, mas com quem as nuvens querem atingir com seu furor.

Ao acordar, tentamos em vão escapar da tempestade. Vamos para o lugar mais distante, onde as nuvens enfurecidas demoram pra chegar, mas isso é inútil e só adiamos o inevitável.

Ao meio dia podemos sentir a tempestade nos atingindo com tamanha violência e olhamos para os lados procurando uma alternativa de torna aquilo menos doloroso, mas como de costume, falhamos. Ao fim da tarde estamos a ponto de explodir em lágrimas, elas se misturam com a dor que se misturam com a tempestade.

À noite, o céu continua negro, porém a tempestade está cessando. Finalmente! Isso passará, certo? Errado. A tempestade fez um terrível desastre e ainda que ela pare por um tempo, continuamos com as sequelas e tentando reconstruir nossa casa. Mas isso passa rápido. Então a nuvem de tempestade domina o céu e não estamos preparados para uma segunda catástrofe, a casa ainda não foi reconstruída e as grandes e fortes gotas de chuva desmorona o pouco que nos restou.

Agora a tempestade parece dez vezes mais forte. Estamos cansados, com medo, sem abrigo, sem ajuda, sem forças e sem vida.

A tempestade é a nossa própria depressão.

T e x t o e s c r i t o p o r G a b r i e l e M e i r e l e s , em 20.02.2018 às 13h13min .

Textos, notas, citações e mais!

Uma terapia alternativa

Faz quase duas semanas que comecei a tratar de mim mesmo com as opções que tenho. Além de voltar a conversar com uma assistente social, resolvi focar em algo que eu havia deixado pra trás a anos: ballet.

A ideia me surgiu logo após um convite pra uma festa à fantasia que ainda vai acontecer e resolvi ir de Cisne Negro. Não poderia vestir tal fantasia sem ter pelo menos algumas aulas básicas de ballet, não fui ao encontro da minha ex professora de ballet clássico e jazz, srta Esqueci Seu Nome (desculpa).

Com tudo que aprendi em todos os anos que dancei, procurei minha sapatilha e comecei a fazer alongamentos que aprendi nas aulas na sala da minha casa. Eu fiquei meio obcecada por conseguir minha ponta e toda minha flexibilidade de volta, talvez ainda esteja haha, mas isso é bom. Vi no terceiro dia seguido de ballet que eu estava ocupando meu tempo e ao invés de pensar mil e uma coisas e ficar trancada no quarto sem motivação alguma pra fazer qualquer coisa, agora tenho um foco e mesmo que seja algo insignificante pra você, o ballet tem me ajudado a me concentrar em outra coisa que não seja minha própria morte.

O caso é: faça algo.

Dance, brinque com seu cachorro, sente na varanda e leia um livro, o simples respirar do lado de fora do seu quarto é uma terapia danada.

Com toda minha sinceridade, enviando energias positivas à todos vocês,

Gabriele Meireles.

Textos, notas, citações e mais!

A morte e a mente

Não é como se eu pensasse na morte o tempo inteiro, todos os dias, todas as semanas, todos os anos… Quer dizer, alguma hora sua mente te dá uma trégua, pode ser de minutos, horas, dias, semanas e até meses. Ou sua mente pode brincar com você e te deixar apenas milésimo de segundo da liberdade. E então quando está prestes a saltar para fora do penhasco, ela te puxa e te prende de novo, rindo da sua tentativa boba de ser alguém normal, viver de forma normal, sem remédios e toda essa coisa.

Me inspirei para escrever esse pequeno texto e sinto muito que os posts recentes venham falar de morte, dor… mas é aquela história :Nunca vou fingir que estou bem, nunca vou mentir para meu público. Agradeço por continuarem comigo. Eu nunca precisei tanto de mensagens incentivadoras como agora.

Só permaneçam vivos.

Textos, notas, citações e mais!

Semana de dores

Essa semana tem sido a mais complicada até agora. Tantos acontecimentos, desastres, estresses, tudo vindo com peso e constância, realmente é uma “baita” de uma semana.

Primeiro a falta de criatividade, depois os pensamentos suicidas, então as dores no coração por conta da Ansiedade, logo então uma crise depressiva, automutilação, choro, morte de um parente, mais choro, mais pensamentos depreciativos, conversa com assistente social, uma ligação…uma ida ao hospital, um encontro com um novo psiquiatra, outros psicólogos..

E finalmente algo positivo paira sobre meus pensamentos: intercâmbio.

Espero que este ano continue sendo um ano de decisões.

Estou no fundo do poço, saí da sombra do fundo do poço. E mesmo que não seja um bom lugar para estar, minha única opção é ir pra cima ☝

Envio pensamentos de encorajamentos pra todos vocês.🍃