4 Estratégias para ignorar os maus pensamentos/sentimentos da TAG (ansiedade)

O que fazer quando a Ansiedade tenta dominar você?

 

Estratégia n° 1:

Primeiramente, NUNCA, NUNCA PARE DE FAZER O QUE ESTÁ FAZENDO. Use a técnica de ignorar aquela pessoa chata, mas agora com os seus sentimentos ansiosos.

Resultado de imagem para lendo

 

Estratégia n° 2:

Se não estiver fazendo nada e a você sentir a Ansiedade vindo, FAÇA ALGUMA COISA.

É SÉRIO. QUALQUER COISA! Vá correr, ver um filme, visitar um amigo… Mesmo que você não queira, faça!

   Resultado de imagem para ouvindo música  Imagem relacionada Resultado de imagem para dançando

 

Estratégia n° 3:

Jogue sozinho ou de preferencia, com um amigo ou alguém muito próximo de você. Sim, estou falando de qualquer jogo!

Derrame sua ansiedade nos games 😉

Resultado de imagem para jogando  Imagem relacionada  Resultado de imagem para jogando dominó

 

Estratégia n° 4:

CANTE A PLENOS PULMÕES! Experimente cantar um rock pesado 😉

         Resultado de imagem para cantandoResultado de imagem para cantando rock metallica

Você sabe como agir nas crises de ansiedade e de pânico? A psiquiatra Maria Fernanda, que é youtuber fez um vídeo para ajudar você!

Sabe o que é ter crise de ansiedade?

Sabe o que é ter crise de ansiedade?
É procurar ar pra respirar como se estivesse submerso num oceano petrificando.
Sabe o que é ter crise de ansiedade? É acordar com o coração a mil no meio da noite e não conseguir mais dormir por sentir medo, medo de tudo, medo de nada.
Sabe o que é ter crise de ansiedade? É saber que precisa fazer muitas coisas no dia, não conseguir fazer absolutamente nada e sentir-se mais ansioso por isso.

A ansiedade como fuga

   Um dos comportamentos mais comuns em decorrência da  ansiedade é a fuga, a evitação. A pessoa foge das situações que para os outros seriam suportáveis. Sai correndo da fila do supermercado. Foge das ruas porque tem medo de pombos. Foge das festas porque não quer ficar sentindo aquele incômodo de ficar de canto com dificuldade em participar e medo de falar bobagem,etc.

Veja alguns quadros ansiosos:

1)Síndrome do pânico

A síndrome do pânico pode ser o ponto máximo de ansiedade para algumas pessoas. Nesse ponto o sofrimento é físico, sente-se falta de ar, o coração dispara. Parece até que está tendo um ataque do coração. Isso tudo parece que vem do nada. Nada o aborreceu, aparentemente nada aconteceu que pudesse provocar isso tudo. Mas havia a ansiedade que explode nessa forma de pânico. A repetição destes sintomas caracterizam a Síndrome do Pânico.

2)Fobia Social

As fobias também são sintomas da  ansiedade  . Fobia social se refere ao medo intenso de ser julgado pelos outros, a pessoa fica calada o máximo que puder para não se expor e não ser observada e criticada pelos outros. O fóbico social é visto como tímido pelos amigos, mas quando a timidez provoca sofrimento estamos falando de uma ansiedade que entrou em níveis fóbicos.

3)Ansiedade de desempenho

A  ansiedade  de desempenho se refere aquele medo que aparece só quando a pessoa tem que expor alguma competência sua, quando tiver que apresentar um trabalho, demonstrar que sabe algo. Não aprece em situações sociais, em festas costuma brincar rir à vontade, até o momento que terá demonstrar o quanto sabe algo, ou pode fazer algo bem, aí a ansiedade de desempenho parece e a pessoa trava, fica vermelha, engasga, etc.

•Sintomas psicológicos da ansiedade

Inquietude, impaciência, apreensão, desanimo, insônia, sentimento de impotência, dificuldade de concentração, ira, depressão entre outros. A ansiedade promove desde a sensação de fracasso até desequilíbrio da estabilidade da conduta emocional.

 

•Sintomas físicos da ansiedade

As reações somáticas mais comuns que acompanham a ansiedade são: tensão muscular, tremor, suor das mãos, axilas ou pés,  desconforto respiratório ou no peito, às vezes chegando à dor,  vertigem, dor abdominal, arrepios, vontade de evacuar ou urinar,  agitação, palpitações, tonturas, náuseas, frio no estômago, constipação intestinal ou diarréia, palidez, stress, falta de ar e muitas outras.

•Formas improdutivas de lidar com a ansiedade

Muitos se utilizam do álcool, do excesso de alimentação, renuncia ao convívio, acúmulo de responsabilidades, consumismo,  compulsividade como forma de tentar lidar com a ansiedade. São comportamentos que podem indicar uma necessidade de controle da ansiedade e devem ser observados.

   Lembrando que, o TAG é uma FUGA de algo. Busque ajuda de um psicólogo para tratar DO QUÊ você está fugindo, além da terapia, uma ajuda psiquiátrica.

E bom tratamento! 🙂

Você sabe o que é TAG?

TAG – TRANSTORNO DE ANSIEDADE GENERALIZADA

A ansiedade é uma reação normal do ser humano. No entanto, quando esse sentimento persiste por longos períodos de tempo e passa a interferir nas atividades do dia a dia, a ansiedade deixa de ser natural e passa a ser motivo de preocupação. Esse, na verdade, é o principal sintoma do Transtorno da ansiedade generalizada (TAG), um distúrbio caracterizado pela “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”

 

sintomas principais ansiedade

 

Em casos mais graves, a ansiedade pode estar associada a um ou mais sintomas, tais como: inquietude, fadiga, dificuldade de concentração ou problemas de memória, irritabilidade, tensão muscular, distúrbios no sono ou ainda a outras desordens psiquiátricas.

Veja outros sintomas da TAG

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Tratamento de Transtorno de ansiedade generalizada

O objetivo do tratamento é ajudar o paciente a agir normalmente na vida cotidiana, limitando suas preocupações. Uma combinação de medicamentos e terapia cognitivo-comportamental (TCC) funciona melhor que uma técnica ou outra isoladamente.

Os medicamentos são uma parte fundamental do tratamento. Depois de começar a tomá-los, não interrompa o tratamento sem conversar com seu médico. Medicamentos que podem ser usados são inibidores de recaptação de serotonina e norepinefrina, alguns antidepressivos e antiepilépticos, entre outras opções.

A terapia cognitivo-comportamental ajuda a compreender os comportamentos e como conseguir controlá-los. Durante a terapia, e também em casa, o paciente aprenderá a:

  • Compreender e aprender a controlar as visões distorcidas das supostas fontes de estresse da vida, como o comportamento de outras pessoas ou eventos importantes
  • Reconhecer e substituir os pensamentos que causam pânico, diminuindo o sentimento de impotência
  • Gerenciar o estresse e relaxar quando os sintomas ocorrerem
  • Evitar pensar que as pequenas preocupações se transformarão em problemas muito graves
  • Um estilo de vida saudável que inclua exercícios, descanso suficiente e boa alimentação pode ajudar a diminuir o impacto da ansiedade.

 

 

Saindo do Labirinto

labirinto.jpg

Depressão.

Ansiedade.

Automutilação.

Anorexia.

Bulimia.

Todos são um Labirinto. No qual, quem ousa entrar ou entra por acidente, se perde nele. É difícil encontrar uma saída, não é? É difícil você tentar encontrar uma saída quando já deu de cara para o nada mil vezes. É difícil sair sozinho. É difícil não ter um guia, não saber nem como aquele labirinto agora se encontra na sua vida, fazendo parte do seu cotidiano.

Mas você até gosta dele..

E gosta de brincar no Labirinto como uma criança gosta de brincar de pique-esconde. Mas o Labirinto guardou algumas surpresas pra você, não vai querer perder vai?

Uma hora, você se cansará.

Uma hora, você sentirá fome.

Uma hora, você sentirá medo, ansiedade.

Mas olhe pro lado e não verá ninguém. Porque você mesmo afastou as pessoas de você por querer tanto continuar no Labirinto quando já era a hora de ir embora. Você permaneceu num lugar desconhecido. E talvez demorará alguns meses ou ANOS para você encontrar a saída.

Ou você pode morrer ainda no Labirinto.

SUFOCADA. 

COM FOME.

COM MEDO.

Quem disse que o Labirinto seria uma boa ideia?

Escrito por GABRIELE MEIRELES

Conheça Amanda Todd

Em 7 de setembro de 2012, Todd postou um vídeo de 15 minutos no YouTube intitulado My Story: Struggling, bullying, suicide and self harm (Minha História: Lutando, bullying, suicídio e auto-mutilação), que a mostra usando uma série de cartões para contar suas experiências sendo intimidada. O vídeo se tornou viral, recebendo mais de 1.6 milhões de visualizações em 13 de outubro de 2012, com os jornais online ao redor do mundo incluindo um link para o vídeo.

Durante o vídeo, Todd escreve que quando ela estava no 7° série usou vídeo chat para conhecer novas pessoas através da internet e recebeu elogios sobre sua aparência. Um estranho convenceu Todd para mostrar os seus seios para a câmera. O indivíduo mais tarde começou a chantageá-la com ameaças de expor as fotos, caso ela não desse um “show” para ele.1678911180ce76c19f60d2233e09c6e6.jpg

Todd escreveu que durante as férias de natal, a polícia informou às 4:00 AM que a foto estava circulando pela internet. Todd escreveu que ficou muito doente, com ansiedade,depressão severa e síndrome do pânico. Sua família se mudou para uma nova casa, onde Todd declarou que mais tarde começou a usar drogas e álcool.

Um ano mais tarde, o individuo reaparece, criando um perfil no Facebook que usava as fotos como imagem de perfil e entrou em contato com amigos de sua nova escola. Novamente Todd foi provocada e, acabou mudando de escola pela segunda vez . Ela também escreveu que começou a conversar com um “velho amigo” que apareceu. O amigo pediu a Todd para ir em sua casa, onde eles “ficaram” enquanto sua namorada estava de férias. Na semana seguinte, a namorada do “velho amigo” e um grupo de outros atacaram Todd na escola, enquanto gritavam e davam socos, até ela ir para o chão. Após o ataque, Todd tentou se suicidar, bebendo veneno, mas foi levada para o hospital e fizeram uma desintoxicação.

Após retornar para casa, Todd descobriu mensagens abusivas sobre sua tentativa fracassada de suicídio postada no Facebook. Sua família se mudou para outra cidade para recomeçar, mas Todd foi incapaz de escapar do passado. Seis meses depois, mais mensagens e abuso ainda foram sendo postados em sites de relacionamento.Seu estado mental piora, ela começou a se envolver em automutilação. Apesar de tomar anti-depressivos e receber aconselhamento, ela teve uma overdose e passou dois dias no hospital.

Em 10 de outubro de 2012 ás 18:00, Todd foi encontrada enforcada em sua casa.

 

Como lidar com o transtorno de ansiedade?

COISAS QUE PODE FAZER PARA REDUZIR OS NÍVEIS DE ANSIEDADE

 

O aumento da atividade física. A esmagadora maioria das pessoas que sofrem de transtorno de ansiedade envolvem-se muito pouco na atividade física, ou é inexistente. O exercício físico regular pode ser a última coisa que você quer fazer quando se sente ansioso, mas vai ajudar a distrair a mente, estimular o sistema imunológico, diminuir a tensão muscular, regular o sono e ajudar a regular os níveis dos neurotransmissores, cujo desequilíbrio é conhecido em consequência da ansiedade e depressão.

 

Relaxamento com a toma de chás. O Relaxamento induzido através da toma de chás de ervas como a camomila, kava, hipericão produzem uma sedação leve, sem causar efeitos secundários adversos. Se você não costuma beber tais bebidas, é aconselhável que passe a fazê-lo para o alívio da ansiedade de forma e eficaz e natural.

 

Pensar positivo. Provavelmente, às vezes você sente que existe uma ligação direta entre os seus pensamentos e as suas emoções, certo? Então, quando você está a sentir-se ansioso, pensar positivo pode parece impossível. Bem, na verdade os seus pensamentos negativos também influenciam as suas emoções. E o mais certo, é que na presença de ansiedade você accione o pensamento negativo ao invés do pensamento positivo. É importante que na presença de sintomas de ansiedade você consiga orientar a sua atenção para pensamento positivos.