Textos, notas, citações e mais!

Mais compaixão

Ter depressão ou ao menos se sentir só não significa que sua vida seja ruim. Que não tenha dinheiro, amigos ou uma família que ama você.
A solidão, o medo e a angústia vem pra qualquer um. Mesmo que a vida dela seja “perfeita” pra você que está do lado de fora.

Ver que esse assunto ainda é um tabu é triste, estamos no século XXI e mesmo que tenha campanhas aqui e ali estamos cercados de pessoas que acreditam que a depressão é BESTEIRA, CHAMAR ATENÇÃO, RIDÍCULO, etc etc…

Ninguém conhece totalmente alguém, mesmo que more com você. A sua dor é diferente, mesmo que talvez sejamos semelhantes em algumas coisas.

Posso suportar um nível de desafio que talvez você não possa. E tá tudo bem!

Só precisamos que o mundo aprenda a ter compaixão pelos seus.

Depressão

Atento a sintomas depressivos

A depressão pode ser caracterizada pelos seguintes pontos:

.
No humor: ansiedade, apatia, culpa, descontentamento geral, desesperança, mudanças de humor, perda de interesse, perda de interesse ou prazer nas atividades, solidão, tristeza, tédio ou sofrimento emocional
.
No comportamento: agitação, automutilação, choro excessivo, irritabilidade ou isolamento social
.
No sono: despertar precoce, excesso de sonolência, insônia ou sono agitado
.
No corpo: fadiga, fome excessiva ou inquietação
.
Na cognição: falta de concentração, lentidão durante atividades ou pensamentos suicidas
.
No peso: ganho de peso ou perda de peso
.
Também é comum: abuso de substâncias ou falta de apetite
.
.
.
Caso quaisquer desses sintomas persistir por mais de 2 semanas consecutivas, procure ajuda profissional.
.
.
Profissionais indicados: Psiquiatra e Psicólogo
Textos, notas, citações e mais!

O jogo da Baleia Azul é culpado pelos suicídios?

Todo mundo sabe que os adolescentes são impulsivos, imaturos etc. Mas acreditamos mesmo que eles são tão estúpidos a ponto de se matar porque um jogo mandou? Ou porque viram na TV? Sério? Ou será que são pessoas já com alto risco de se matar que encontram nisso um estímulo final?

  Muitas pessoas me pediram para falar sobre a série 13 reasons why, enorme sucesso do Netflix que conta a história de uma jovem se mata depois de gravar fitas dizendo as razões para seu ato. Coincidência ou não, nesse mesmo período o tal desafio da Baleia Azul começou a ser comentado (no Brasil, porque a notícia é velha), trazendo para o primeiro plano o tema do suicídio entre jovens.

   Infelizmente, contudo, as respostas fáceis fazem sucesso e rapidamente ganham ares de verdade, já que o raciocínio simplista é sempre preferido ao trabalhoso exercício de pensar. E assim, em vez de aproveitarmos o gancho para discutir seriamente o suicídio, criamos um pânico em torno de um seriado, de um jogo, de uma moda qualquer, como se elas fossem as culpadas pelo problema. Cacemos a baleia azul. Censuremos o seriado. Quebremos o termômetro para não ver a febre. Em que momento da vida o adulto fica tão distante do jovem a ponto de não ser mais capaz de compreendê-lo? Todo mundo sabe que os adolescentes são impulsivos, imaturos etc. Mas acreditamos mesmo que eles são tão estúpidos a ponto de se matar porque um jogo mandou? Ou porque viram na TV? Sério? Ou será que são pessoas já com alto risco de se matar que encontram nisso um estímulo final?

Continue lendo “O jogo da Baleia Azul é culpado pelos suicídios?”

Textos, notas, citações e mais!

Doenças causadas pelo estresse

Resultado de imagem para estresse

1-Insônia

O estresse pode causar ou agravar a insônia, pois situações estressantes, como problemas familiares ou no trabalho, problemas de saúde, problemas econômicos, depressão ou ansiedade podem gerar dificuldade para dormir ou até interrupção do sono durante a noite.

2-Transtornos alimentares 

O estresse pode contribuir para o aparecimento de transtornos alimentares, como a compulsão alimentar ou anorexia, por exemplo, pois quando o indivíduo se sente estressado, sobrecarregado ou fora de controle, tenta encontrar maneiras de lidar com esses sentimentos desagradáveis e com o estresse através da alimentação.

O que fazer: Consultar um nutricionista e um psicólogo, pois o tratamento deve ser individual, de acordo com o transtorno alimentar, peso, idade, autoestima e força de vontade, por exemplo.

3-Depressão

O estresse provoca o aumento do cortisol, que é a hormônio do estresse, e a redução de serotonina e dopamina, que regulam o sono, o apetite, a energia e a líbido, por exemplo, estando, por isso, associadas à depressão. Desta forma, quando o indivíduo não consegue gerir ou lidar com situações de estresse, os níveis de serotonina e dopamina diminuem, podendo causar depressão.

4-Problemas cardiovasculares

O estresse pode fazer com que as artérias e as veias se comprimam, resultando em uma diminuição do fluxo de sangue, batimentos cardíacos irregulares, porque o coração bate mais rápido, e até endurecimento das artérias. Isto pode causar coágulos, má circulação, AVC, aumento da pressão arterial e até ataque cardíaco.

O que fazer: Fazer uma alimentação saudável, dando preferências a legumes, verduras e frutas, exercício físico regularmente, técnicas de relaxamento e massagem, por exemplo.

5-Síndrome do Cólon Irritável

O estresse pode provocar contrações anormais no intestino, que na Síndrome do Cólon Irritável é mais sensível a estímulos, causando sintomas como flatulência, diarreia, por vezes acompanhada de dor, distensão abdominal ou dor de cabeça.

O que fazer: Tomar remédios analgésicos para aliviar a dor e o desconforto e, sobretudo, fazer uma dieta pobre em gorduras, cafeína, açúcares e álcool, pois estes alimentos pioram os sintomas da síndrome do cólon irritável. Se necessário, consultar um psicólogo para aprender estratégias para lidar com o estresse, de forma a diminuir os sintomas da doença.

6-Prisão de ventre

O estresse pode provocar o desiquilíbrio da flora intestinal, além de afetar o comportamento do indivíduo que passa a ir ao banheiro com menos frequência, a fazer uma alimentação menos saudável, a beber menos água e a fazer exercício físico, por exemplo, contribuindo para o aparecimento ou agravamento da prisão de ventre.

O que fazer: Fazer uma dieta rica em fibras, ingerir cerca de 2 litros de água por dia, fazer exercício físico regularmente e recorrer a técnicas de relaxamento.

Depressão, Experiências da criadora do blog- doenças psicológicas

Por que chorar seria errado?

Hoje, particularmente, foi um dos dias que inclui na minha lista dos “Piores dias da depressão” . Não que os outros dias venham ser coloridos e com cheiro de flores, mas minha alma gritou e por um tempo, não permiti que ela gritasse. Mas depois lembrei que ninguém pode me impedir de chorar (isso seria surreal), então deixei minha alma gritar. Enquanto ela gritava, eu chorava e soluçava porque senti a dor e o peso que todos nós (depressivos) levamos 24hs por dia.

Se você está sentindo dor, por que bancar um de fortão? Chore! Às vezes isso faz bem, alivia nossa dor (às vezes). Quando o choro não nos trás um certo alívio, alguns de nós recorrem a outras maneiras de aliviar a dor. Automutilação… Isolamento total… Suicídio…

Eu sei quanto a vontade de chorar é gigantesca! Mas faz bem tirar de nós tudo aquilo que nos faz mal, então choremos! Eu pensei em várias coisas, assim como você também pensa quando está no nível extremo da depressão, mas não me machuquei e não me matei (ao contrário não estaria postando isso rs).

Estou vivendo um grande problema que a maioria de nós vivemos: O NÃO ENTENDER DOS NOSSOS FAMILIARES.

Eu já disse em outro post que vocês (familiares) não precisam nos entender, não podemos cobrar isso de vocês. Mas se querem o nosso bem de verdade, TENTE nos entender ou simplesmente nos AME!

Deixe que venhamos ter nossos momentos sozinhos. Às vezes para nós, ficar todo o tempo com alguém -mesmo que vocês vejam isso como uma forma de não nos matarmos ou algo assim- é sufocante! Nossa doença por um momento manda na gente e precisamos chorar em paz e SOZINHOS!

Precisamos permitir que nossa alma grite. E a pior coisa que pode acontecer nesses momentos é que venhamos explodir na frente de alguém que amamos.

 

Textos, notas, citações e mais!

Uma imagem, tantas realidades..

  Atire a primeira pedra quem nunca sofreu psicofobia!

  E o mais triste de isso tudo é que pessoas estão realmente doentes, e neste exato momento, uma pessoa que ouviu um “é só pra chamar atenção” tantas vezes, está tentando o suicídio.

.

VOCÊ FAZ A MÍNIMA IDEIA DO QUE É ISSO?

#PSICOFOBIA_É_CRIME 

#EuTenhoDepressãoSim

 

Doenças mentais e a Psicofobia – LEIA MAIS

 

DEPRESSAOSUICIDA-LIBERTA DA ANA.jpg

Textos, notas, citações e mais!

Todos os dias um Monte Everest para escalar

Já foi no Monte Everest?

é..eu também não rs

Resultado de imagem para monte everest

Mas pense o seguinte:

.

Para obter a libertação da anorexia e da bulimia (ou de qualquer outra doença psicológica) você deverá subir o Monte Everest todos os dias.

automutilação…

suicídio…

ficar quieto…

guardar pra si mesmo tudo o que pensa…

Cada um deles é o seu Monte Everest. Para as outras pessoas, isso pode ser ridículo ou exagerado demais. Mas apenas você sabe como é difícil levantar da cama(depressão)..

como é difícil você comer (anorexia), como é difícil você se controlar e não ter uma compulsão alimentar, como é difícil você resistir a tentação de vomitar tudo depois (bulimia).

Essa é sua escalada. Você começou na base querendo explorar o desconhecido, escalou até a metade se esforçando para não cair e voltar a base, agora, terminou no topo gritando por ajuda.

kaka.gif

Depressão

Primeiros socorros para pessoas depressivas

   Talvez você já conheça, mas eu como eu conheci a pouquíssimo tempo achei que valesse a pena postar aqui.

Esse é o Kit de Primeiros Socorros para Pessoas Depressivas:

803738614_18958_1945151997651947489.jpg

 

Compõe-se de:

  1. Telefones de pessoas com quem você possa falar quando não estiver se sentindo bem
  2. Um diário de pensamentos positivos e/ou momentos bons que você viveu
  3. Músicas com mensagens que te animam
  4. Frases motivadoras que fazem você se sentir bem (além de frases, pode ser vídeos e qualquer outra coisa que te faça sorri)
  5. Palavras consoladoras descrita na Bíblia. *
  6. Coisas que te fazem lembrar das pessoas que amam você

 

*Caso seja ateu ou não tenha interesse em ler a bíblia e sim outro livro religioso, fique a vontade! O que importa é você ter algo Maior para se refugiar quando a dor é insuportável e você pensa no suicídio.

Depressão

Conheça os 9 tipos de depressão

 

  1. Depressão pós-parto: surge após o parto e gera sintomas como tristeza, irritabilidade ou rejeição do bebê;
  2. Depressão major: apresenta 5 sintomas característicos da depressão, durante mais de 2 semanas, que comprometem as atividades diárias do indivíduo;
  3. Depressão bipolar: caracteriza-se por mudanças constantes no humor dos indivíduos, variando entre depressão profunda e alegria excessiva;
  4. Depressão reativa: surge após um acontecimento estressante, como morte de um familiar, e para o qual o indivíduo não consegue reagir;
  5. Distimia: presença de vários sintomas típicos de depressão durante mais de 2 anos, sendo o principal a tristeza constante;
  6. Depressão atípica: apresenta sintomas contrários aos da depressão normal, tendo os pacientes maior necessidade de dormir, comer ou ter contato íntimo;
  7. Distúrbio afetivo sazonal: episódios de depressão anuais, principalmente quando há mudanças de estações, devido à falta de sol, e tem como sintomas fadiga, tendência a comer muito doce e sonolência;
  8. Síndrome pré-menstrual: presença de pelo menos 5 dos sintomas comuns da depressão durante o ciclo menstrual, piorando na semana anterior à menstruação;
  9. Depressão psicótica: além dos sintomas de depressão, podem aparecer delírios e alucinações.

 

Os indivíduos com depressão geralmente apresentam sintomas como tristeza constante, sentimento de culpa, perda de energia, ansiedade, irritabilidade, insônia, falta de apetite e tentativas de suicídio. Estes sintomas duram longos períodos de tempo.

Automutilação, Depressão

Não consigo parar de me automutilar!

 Ao contrário do que a maioria das pessoas pensam sobre o ato da automutilação, não é para chamar atenção, não é por modinha, não é coisa de babacas, enfim! Você já deve ter ouvido algum comentário sobre essas pessoas ou ter feito um deles.

  A automutilação é cada vez mais comum no meio de adolescentes e adultos. Eu tenho contato com algumas pessoas que já se automutilaram e contato também com as que sofrem com este tipo de problema. 

Mas o que leva pessoas a se machurarem fisicamente?

Como entender que elas usam da dor física para esquecerem a dor da alma?

  “Primeiro de tudo, se você é do tipo de pessoa que já criticou quem sofre de automutilação, quero pedir que você respeite todas as pessoas que sofrem com isso. Não é porque você nunca passou pela automutilação que tem o DIREITO de dar opinião sobre a dor dos outros. Todos têm uma dor. Alguns maiores do que outros, então RESPEITE os sentimentos de cada um.”  -Nota da autora (Gabriele Meireles)

  Eu nunca passei pela automutilação, mas cheguei bem perto disso. Minha história até aqui consiste em anorexia, bulimia, transtorno de ansiedade, depressão e tentativas de suicídio. Mas por ter contato com pessoas que se machucam e por ter tentado um pouco mais além, que é o suicídio, eu estou apta para falar sobre.

   A dor de quem se automutila é tão grande que você precisa achar algum alívio pra isso tudo. E por muitas pessoas terem vergonha ou medo de irem ao psicólogo e ao psiquiatra ou por não terem condições, a fazem tentar qualquer coisa para que a dor da alma venha ser esquecida. Nem que por alguns minutos..algumas horas.. É como se você estivesse se afogando e alguém te puxasse pra cima. Você respira. É um alívio você estar com o ar nos seus pulmões de novo, mesmo que você venha se afogar algum dia novamente.

  Os cortes, os arranhões, qualquer forma de você se machucar fisicamente faz com que você pare de sentir a dor interna e passe a sentir a que está, literalmente, na pele. E mesmo que você ainda venha sentir dor FÍSICA, a dor da alma pelo menos passa por um tempo. Sei que algumas pessoas se machucam tanto que nem sentem mais a dor nos pulsos, a dor nas coxas, na barriga, onde quer que se automutilem! É um vício, um ciclo. Uma bola que você não consegue quebrar, não consegue furar. Você está preso pelo vício, pelas mágoas, pelas dores e pelos seus próprios pensamentos. 

  Depois que eu mudei de psicóloga e DECIDI que iria melhorar da depressão, eu venho aprendendo que a cura, a libertação dessa dor está na palma das minhas mãos. Não vai ser remédios, psiquiatra, psicólogo, amigos, família que vai me tirar do meu estado mental. Será eu mesma. A minha decisão, o meu esforço, a minha escolha de tentar mais uma vez, mais um dia.

Então decida sair disso.

Se esforce.

Procure ajuda profissional! Há psicólogos baratos, psicólogos de graça.. mas ponha um ponto final nesse ciclo. A vida é sua.

O que você está deixando seus próprios pensamentos e suas dores fazerem com ela?

Textos, notas, citações e mais!

“PARE” DE CHORAR!

depressao2.gif

Antes eu chegava a ver o choro como modo de fraqueza. 

Hoje vejo o choro como forma de necessidade! Assim como a Tristeza se mostrou necessária em Divertida Mente (filme de animação).

Chorar não te faz mais fraco ou mais indefeso. Chorar é da nossa natureza, assim como sorrir, gargalhar, brincar e ficar estressado. Acho que muitas pessoas já aguentaram muita coisa pra obedecer a regra do “NÃO CHORE!” agora .

Chore. Se permita sentir e descobrir que está vivo.

Amanhã vai ser melhor. Eu acredito.

Se tiver com algo entalado ou algum pensamento ou sentimento ruim dentro de você, pode chorar. 

Qual o problema? =)

Dedicado à Lidia Cordeiros (a madrinha do meu yorkshire rs)

Automutilação

Rotina de uma garota suicida

    Quero que realmente vejam esse vídeo com consciência de que é a realidade da grande maioria dos adolescentes, jovens e adultos.

    A automutilação não escolhe idade. Nem sexo. Nem hora.

    Ela é.. um grito de socorro. As marcas são tantas que talvez nem dê pra contar. Umas cicatrizaram, outras…foram tão profundas que viraram queloide.

     Talvez, você que esteja lendo isto passe pela automutilação e, logicamente, pela depressão.

   Mas eu quero que você saiba que não está sozinha. Sério, não ri…VOCÊ NÃO TÁ SOZINHA(O) ! Eu tô aqui. Eu sei a sua dor. Eu sinto o mesmo -por razões diferentes, talvez-. Mas eu sei o que é lutar pra levantar da cama.. eu sei o que é fingir o tempo todo que está bem, quando você quer correr pro seu quarto e chorar.. eu sei o que é colocar uma máscara -ou um casaco.. rs – pra ninguém te questionar.. pra ninguém te criticar.

Quer me contar um pouco de você?

antianamia@outlook.com.br

Vou responder o mais rápido possível !

 

Automutilação, Depressão, Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir

Depressão, Textos, notas, citações e mais!

16 coisas que ninguém te contou sobre os antidepressivos

1. Antidepressivos funcionam de formas diferentes para cada um.

Antidepressivos funcionam de formas diferentes para cada um.

 

“Eu queria que as pessoas soubessem que os antidepressivos não vêm em modelo único. Existem diferentes tipos que funcionam de forma diferente para cada pessoa. Você passa por altos e baixos, lida com os efeitos colaterais, sempre esperando encontrar qualquer coisa que ajude.”

 

2. E às vezes exigem muita tentativa e erro para encontrar a opção certa.

E às vezes exigem muita tentativa e erro para encontrar a opção certa.

“Eu tomo e paro de tomar antidepressivos há 16 anos, e experimentei pelo menos 12 medicamentos diferentes. Às vezes, os efeitos colaterais podem causar mais problemas e, às vezes, a medicação não ajuda em nada. É tudo tentativa e erro até encontrar um que funcione e que o plano de saúde cubra.”

—Stephanie VanderWaal

 

3.É exatamente como tomar remédios para qualquer doença física.

É exatamente como tomar remédios para qualquer doença física.

“Um professor me disse uma vez: ‘Eu tomo remédio para artrite. Se não tomasse, eu não conseguiria viver a vida como eu vivo. Não tem nenhuma diferença em tomar antidepressivos para a depressão.’”

—Rima Neogi

 

4. Elas não são pílulas mágicas que deixam você feliz o tempo todo.

Elas não são pílulas mágicas que deixam você feliz o tempo todo.

 

“Todo mundo tem seus dias bons e seus dias ruins. Os remédios com certeza ajudam a deixar você mais dinâmico e resistente ao encarar dificuldades, mas todos têm momentos difíceis. Uma combinação de antidepressivos, aconselhamento, estilo de vida saudável e uma forte rede de suporte é crucial para o sucesso para algumas pessoas.”

—Ella Corpuz

 

5. Sim, eles podem afetar seu impulso sexual.

 Sim, eles podem afetar seu impulso sexual.

“Eu comecei a tomar antidepressivos para tratar enxaquecas anos antes de me tornar sexualmente ativa, então eu não sabia a diferença. Não importa o quanto o sexo fosse ótimo, eu levei oito anos para finalmente chegar ao clímax com alguém além de mim mesma.”

—Amlys López

 

 

6. “Você está sem medicação?” é basicamente a pergunta mais irritante e inapropriada que existe.

"Você está sem medicação?" é basicamente a pergunta mais irritante e inapropriada que existe.

 

“As pessoas que usam antidepressivos continuam tendo emoções. Só porque elas estão tristes ou com raiva não significa que elas não estão sob medicação. É ofensivo ignorar os sentimentos de alguém, que são totalmente válidos, e dizer coisas como: ‘Você esqueceu de tomar seu remédio?’”

—April Jones

 

7. Os primeiros dias tomando antidepressivos podem ser bem difíceis.

Os primeiros dias tomando antidepressivos podem ser bem difíceis.

“A forma como você se sente quando começa a tomar antidepressivos não é necessariamente como você vai se sentir sempre enquanto os toma. Os primeiros dias são dramáticos, enquanto seu corpo descobre como lidar com essa nova entrada de substâncias químicas. A primeira vez que eu tomei Lexapro foi como se se as emoções tivessem sido cortadas na raiz, como se eu não pudesse SENTIR nada, e foi assustador. Mas depois de uma semana, meu corpo se ajustou e eu comecei a me sentir como antes, mas ainda melhor. Isso é algo que pode levar semanas. Portanto, se você não estiver gostando de como se sente imediatamente, seja paciente.”

—Daphne Wert

 

8. Você não precisa chegar ao fundo do poço para precisar deles.

Você não precisa chegar ao fundo do poço para precisar deles.

 

“Quando eu comecei a tomar antidepressivos, meu namorado na época me disse que eu não estava ‘mal’ o bastante para tomar. Ninguém além de você mesmo compreende o que você está passando mental e fisicamente. Não existe um grau de ‘mal’ em que é aceitável tomar a medicação. É o que você e o seu médico acreditam que é o certo para você e para ajudar.”

hayleyellie

 

9. Você não necessariamente vai precisar deles para sempre.

Você não necessariamente vai precisar deles para sempre.

“Eu tive um médico que descreveu meus antidepressivos como um gesso: você quebra a perna, então precisa usar um gesso para segurar e ajudar a curar. Você combina isso com fisioterapia para fortalecer sua perna e voltar à forma saudável. Você pode fazer a mesma coisa com antidepressivos. Tome-os, combine-os com terapia e, então, conforme você vai se descobrindo, colabore com seu médico para chegar a um ponto em que você não precisará mais do medicamento.”

—evanreppert1

 

10. Mas se você precisar deles por um longo tempo, também não há nada de errado nisso.

“Quando eu comecei a tomar antidepressivos, eu pensei que o objetivo final era me livrar deles. Toda vez que eu começava a me sentir melhor, eu parava de tomar meus remédios e as coisas pioravam de novo, porque os antidepressivos eram a razão de eu me sentir melhor. Talvez um dia eu pare de tomar, mas eu estou bem mesmo sem saber quando.”

—Eliza Egbers

 

11. Eles não são feitos para transformar você em zumbi.

 

           

 

“Antes de tomá-los era como se eu estivesse vivendo embaixo de um peso que eu não conseguia levantar, não importa o quanto eu tentasse. Quando os antidepressivos começaram a funcionar, eu lembro claramente de pensar ‘Nossa, é isso que são as emoções!’ Os antidepressivos me ajudam a ter humores ‘normais’. Isso significa que eu tenho toda a gama de emoções, de boas a más. Eu simplesmente tenho mais controle sobre elas agora.”

courtneyd7

 

12. Eles nem sempre são usados para tratar depressão.

Eles nem sempre são usados para tratar depressão.

 

“Eu comecei a tomar por causa de enxaquecas crônicas. Desde que eu comecei a tomar a medicação, eu durmo melhor e não sofro constantemente com a dor das enxaquecas.”

carlyr44c73d4c4

 

13. Antidepressivos não necessariamente reprimem sua criatividade.

Resultado de imagem para criatividade reprimida

“Toda a ideia romantizada do ‘artista deprimido’ me deixa MALUCA. NÃO evite tomar medicamentos só porque você pensa que eles vão acabar com a sua criatividade. A depressão mal deixa você sair da cama, quanto mais criar arte. Os antidepressivos me ajudam a ser a artista que eu quero ser.”

—Lydia Powers

 

14. E eles não dão apenas uma “falsa felicidade.”

 E eles não dão apenas uma "falsa felicidade."

“Eu odeio quando as pessoas dizem alguma coisa como ‘Eu odiaria depender de remédios para ser feliz’ ou ‘ficar feliz enquanto toma antidepressivos não é felicidade de VERDADE.’ Me diga isso enquanto eu estou rindo com meus melhores amigos, ou tendo o melhor dia da minha vida viajando (duas coisas que eu não conseguiria fazer se não tivesse minha medicação). Minha medicação simplesmente permite que eu realmente SINTA felicidade de novo, ela não cria felicidade.”

—Kathleen Callender

 

15. Eles não mudam quem você é – mas eles podem ajudar você a ser a versão melhor e mais capaz de si mesmo.

Eles não mudam quem você é – mas eles podem ajudar você a ser a versão melhor e mais capaz de si mesmo.

 

“Aos 15 anos, eu me recusava a tomar antidepressivos por eu achava que eles iriam mudar minha mentalidade e essência e me transformar em uma pessoa diferente. Depois de tomar, eu percebi que não é nem um pouco verdade. Na verdade, eles revelaram quem eu era e quem eu poderia ser.”

—Alicia A.

 

16. E, por último, tomar antidepressivos não faz de você um fraco.

E, por último, tomar antidepressivos não faz de você um fraco.

 

“Pedir ajuda quando você acha que não consegue seguir adiante é uma das maiores demonstrações de força que você pode fazer.”

sarahp46d7e8aa4

 

 

 

 

Automutilação, Depressão, Entenda o mundo das Anas e Mias, Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir- Lute contra a depressão

Depressão, Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir..

pensamentos da depressao.jpg

Depressão, Textos, notas, citações e mais!

Você tem qualidades! Todo mundo tem!

Eu acredito que todo ser humano foi criado com QUALIDADES e DEFEITOS. Você é uma formação de ambos! Não foque somente nos defeitos. Nos momentos de crises de depressão pense nas suas qualidades (ainda que seja difícil vê-las nessas horas, eu sei como é.. mas tente!).

 

Quer uma dica?

•Eleve sua auto-estima, concentrando-se nos seus pontos fortes (no trabalho e na vida pessoal), e investindo na contínua manifestação deles.

•Pegue papel e caneta. Faça uma lista de 12 coisas que gosta em si mesmo, se passar, ÓTIMO!! Mas se conseguir somente 12, PARABÉNS da mesma forma!!!

•Analise também em que tipo de auto-imagem negativa criada no passado você ficou fixado. Se foi muito censurado por seus pais, por exemplo, pode achar que é incapaz de conseguir qualquer coisa sozinho. Se é a filho mais velha e, por isso, acumulou muitas responsabilidades desde criança, talvez continue achando que tem que carregar o escritório nas costas e exija isso de si mesmo (embora odeie esse papel).

   Feita essa reflexão, esforce-se para substituir essas falsas crenças por outras positivas, com base nas suas vitórias (todo mundo já fez algo que deu certo). Quem sabe não é excelente negociador ou mais bem-humorado do que imaginava? Explore mais essas e outras qualidades e cresça emocionalmente com os resultados.

Stay Strong-o máximo que conseguir

“Stay Strong” o máximo que conseguir

Ansiedade, Automutilação, Depressão, Entenda o mundo das Anas e Mias

Saindo do Labirinto

labirinto.jpg

Depressão.

Ansiedade.

Automutilação.

Anorexia.

Bulimia.

Todos são um Labirinto. No qual, quem ousa entrar ou entra por acidente, se perde nele. É difícil encontrar uma saída, não é? É difícil você tentar encontrar uma saída quando já deu de cara para o nada mil vezes. É difícil sair sozinho. É difícil não ter um guia, não saber nem como aquele labirinto agora se encontra na sua vida, fazendo parte do seu cotidiano.

Mas você até gosta dele..

E gosta de brincar no Labirinto como uma criança gosta de brincar de pique-esconde. Mas o Labirinto guardou algumas surpresas pra você, não vai querer perder vai?

Uma hora, você se cansará.

Uma hora, você sentirá fome.

Uma hora, você sentirá medo, ansiedade.

Mas olhe pro lado e não verá ninguém. Porque você mesmo afastou as pessoas de você por querer tanto continuar no Labirinto quando já era a hora de ir embora. Você permaneceu num lugar desconhecido. E talvez demorará alguns meses ou ANOS para você encontrar a saída.

Ou você pode morrer ainda no Labirinto.

SUFOCADA. 

COM FOME.

COM MEDO.

Quem disse que o Labirinto seria uma boa ideia?

Escrito por GABRIELE MEIRELES
Depressão

Falando um pouco sobre a minha depressão

Quem acompanha o blog desde a fundação em dezembro de 2015 sabe que além da anorexia e bulimia eu desenvolvi o transtorno de ansiedade e a depressão.

Bem, eu tenho tido algumas recaídas na depressão nesses últimos meses e tenho ouvido coisas que uma pessoa depresiva NUNCA deveria ouvir.

Mas ouvido esse tipo de coisa de quem Gabriele?

“Amigos”. Aqueles ‘amigos’ que não sabem e não entendem o que é você sentir um buraco enorme dentro de você e não há remédio ou terapia que cure. ‘Amigos’ que dizem que sua depressão é “falta do que fazer” ,além de gente desconhecida que dizem que pessoas com depressão são doentes porque querem! Ou porque é “falta de surra”.

Esse tipo de coisa eu li e reli várias vezes por pessoas conhecidas e desconhecidas e sempre me surpreendo de como uma pessoa pode ser tão idiota a ponto de falar isso pra alguém que não está doente ‘porque quer’ ,mas está doente simplesmente porque ESTÁ!

Ninguém escolhe a depressão. Ninguém acorda em uma manhã qualquer de uma sexta-feira e diz “eu vou ter depressão =) ” . As coisas não funcionam assim!

E o pior de tudo é que nunca será extinto pessoas como essas. Sempre haverá aquele grupinho de idiotas que te xingam por fazer automutilação, por ter depressão, por ser anoréxico, por ser bulímico,etc. ……..SEMPRE HAVERÁ!…..

 

Mas como eu lido com isso?

A minha única força está em Deus.

Quando você é xingado ou lê comentários de gente desconhecida xingando todas as pessoas depresivas  ou com alguma outra doença psicológica em alguma rede social,mesmo que não seja DIRETAMENTE pra você, você se sente ofendido porque, sim, você faz parte da porcentagem mundial de pessoas que são doentes psicologicamente.

Mas também há aquelas pessoas que te apoiam, pessoas perto de você e até que nunca te viram na vida que estão te apoiando com palavras que te consolam e que te animam!

Depois de Deus, sua família é seu maior suporte! Dificilmente uma pessoa com uma família unida terá ou ficará tão depresiva como uma pessoa que não tem apoio familiar.

 

Sobre pensamentos suicídas

Não foi somente uma vez que tive pensamentos suicídas, em todas as minhas recaídas esse pensamento vem e sempre num nível intenso. Quem conhece meu testemunho sabe que já tentei me matar e os pensamentos suicídas continuam- ainda que, eu não tenho levado meus pensamentos até o fim-.

É como se você estivesse num centro de uma roda e ao invés de pessoas te cercando são PALAVRAS. Palavras que te acertam como flechas e ferem seu corpo, sua alma e seu espírito. E tudo que há ou houve de bom na sua vida, SOME! Não há indício de qualquer felicidade passageira na sua vida, somente choro,tristeza,opressão!

Isso dura alguns dias até que vai diminuindo toda a depressão em você e então você fica bem por mais alguns dias ou algumas semanas e depois o ciclo da depressão volta pra acabar com qualquer bem-estar ou felicidade que você tenha tido nesse tempo de “folga”.

Automutilação

Veja como você é amado!

Veja como você é amado!

(TÍTULO FEITO POR GABRIELE MEIRELES)

  Você está vivendo, mas dentro de você já está tudo morto a muito tempo. Você tenta esconder a ferida, a dor, mas de Deus ninguém se esconde, meu amor. A mão de Deus é o encaixe perfeito para tampar esse vazio que te faz uma hora está alegre e outras tristes, que te faz chorar do nada, e ficar na depressão.

   O amor de Deus penetra nas feridas mais profundas, nos segredos mais guardados, aliás,
Deus te formou, Ele te tem nas mãos dEle por isso Ele te conhece tão bem, é impossível você esconder algo do teu Criador. Os olhos dEle penetra em um lugar do seu coração que ninguém é capaz de olhar, que os médicos não seriam capazes de curar, e seus familiares nem desconfia que exista. Deus sabe quantas vezes você já tentou se matar, Ele ficou desesperado, pois Ele não queria perder você pra morte.

   Deus tomou providencias e mandou um anjo forte para te fazer mudar de ideia. Não queira morrer, Deus tem uma obra muito linda pra você, não deixe que seus medos te impeçam de se ajoelhar e colocar pra fora o que tem que colocar.

[b]Simples De Coração - Engenheiros do Hawaii[/b] [i]Composição : Humberto Gessinger [/i] Volta pra casa... me traz na bagagem: tua viagem sou eu Novas paisagens, destino, passagem: tua tatuagem sou eu Casa vazia, luzes acesas (só pra dar a impressão) Cores e vozes, conversas animadas (é só a televisão) Já perdemos muito tempo brincando de perfeição Esquecemos o que somos: simples de coração Volta voando (vinda do alto),derrete o chumbo do céu Antes que eu saia pela tangente no giro do carrossel Falta uma volta (ponteiros parados): tudo dança em torno de ti Volta pra casa... fim da viagem: bem vinda à vida real Já perdemos muito tempo brincando de perfeição Agora é bola pra frente, agora é bola no chão Já brincamos muito tempo (até perder a direção) Na santa paz de Deus No mais perfeito caos [b]Analisando...[/b] Na música é retratada, ao fim de uma relação conjugal, toda a tristeza de um homem que, ao perceber o quanto a amava, sofre quando ela vai embora. Ele conta como as coisas mudaram quando ela se foi, a casa ficou vazia e tudo que tinha vida – conversas, vozes, cores, luzes acesas – partiu com ela. Insiste que o amor é, acima de tudo, mais importante do que a suposta perfeição; que não adianta buscá-la. Ao pedir que [i]volte voando[/i], ele enfatiza a urgência em revê-la, antes que desista de [b]viver[/b] sem sua presença, por sentir uma falta funesta de tudo que os completava. Quando ele fala que tudo dança em torno dela, quer dizer que só depende de sua decisão. O fim da viagem é esta que ela crê que seja para um destino onde só haja tenuidade, conforto e prazer. Sem saber que não há como ser feliz e viver sem amor. No fim, por não suportar a sua falta de compaixão e sua ausência, ele decide por um fim, morto. [i]Na santa paz de Deus[/i]. [b]/raafa_inacio[/b] e [b]/joannamoraes vídeo:[/b] http://www.youtube.com/watch?v=ZzpAIIF2ppU&feature=related - Fotolog

   Vi uma frase que dizia “não cura, mas alivia” alivia o quê se toda vez que você olha para essas marcas você lembra do motivo? Alivia o quê se isso ai custa a se cicatrizar, e ainda tem que vestir casaco para evitar questionamentos? Alivia o quê se seus pais brigam, e você os esconde isso deles? As lâminas não aliviam as dores, não diminui o choro… Pelo contrário, elas aumentam! Abra o olho enxergue que essas lâminas só traz mal pra você.

  Eu sei que você não gosta de fazer isso, eu sei que nunca foi sua intenção se cortar, foi uma só cortada e você viciou, né? Agora experimente deixar essas lâminas de lado, e se viciar no amor que vem do alto.

  Toda vez que surgir uma vontade de se cortar, dobre os joelhos, feche os olhos e fale pra Deus que a vontade está sendo constante, e escreva em seu pulso “Deus me ama” escreva e reescreva essa frase no seu pulso quantas vezes necessário, acreditando em cada palavra, que é verdadeira.

Fonte: nao se mate princesa blog

Edição: Gabriele Meireles -criadora do site Liberta da Ana e Mia.

Depressão, Publicaciones en español

Conozca la historia de Anna Clendening

Ela sofre de transtorno de ansiedade e depressão a alguns anos e emocionou muitas pessoas com sua história e com sua voz!